Arquivo da categoria: NOTÍCIA

TRE e Educação renovam parceria do projeto Eleitor do Futuro


Objetivo é conscientizar o jovem eleitor sobre a importância do voto

O secretário de Estado de Educação de Minas Gerais, Wieland Silberschneider; o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador Edgard Penna Amorim; e o procurador Regional Eleitoral, Ângelo Giardini de Oliveira, assinaram, na tarde desta quarta-feira (20/6), um termo de cooperação técnica para mais uma edição do projeto Eleitor do Futuro.

Com foco na formação dos professores para atuarem como multiplicadores – novidade deste ano –, o projeto prevê visitas de juízes e promotores eleitorais e chefes de cartório a escolas do ensino médio para propagar informações aos estudantes sobre democracia, cidadania, partidos políticos, as eleições e o voto. O que se espera é que o jovem eleitor compreenda criticamente o valor e o significado de seu voto no processo democrático, aprimorando continuamente sua forma de participação social e política.
 IMG_2622
Para o presidente do TRE, desembargador Edgard Penna Amorim, é muito importante para a Justiça Eleitoral a celebração dessa parceria para a formação cidadã do jovem eleitor. “O quadro político atual necessita de reafirmarmos que a política é uma atividade imprescindível na democracia. A Justiça Eleitoral tem o papel de ser um catalisador para essa capacitação do jovem, em uma iniciativa pioneira no país”, destacou.
Na opinião do secretário de Educação, Wieland Silberschneider, o Eleitor do Futuro é um projeto importantíssimo para a construção dessa temática da formação cidadã, fundamental em todas as dimensões da educação.
O procurador Regional Eleitoral, Ângelo Giardini, ressaltou que o projeto “já nasce com um selo inegável de qualidade”, referindo-se à Escola Judiciária Eleitoral (Ejemg) – executora do Eleitor do Futuro no âmbito do TRE – e ao diretor de Ensino Médio da Secretaria de Educação, Renato Lopes, que acompanhou a assinatura da parceria. Estiveram presentes também o vice-presidente e corregedor eleitoral, desembargador Pedro Bernardes; o diretor-executivo da Ejemg e juiz auxiliar da Presidência, Luis Fernando Benfatti, e o diretor-geral do TRE, Adriano Denardi.
A parceria foi um dos últimos atos do desembargador Edgard Amorim à frente do TRE, já que nesta quinta-feira (21), o desembargador Pedro Bernardes assume a Presidência do Tribunal.

Com informações da Assessoria de Comunicação do TRE-MG 

Disponível em: http://www.educacao.mg.gov.br

Anúncios

Concurso “Desconstruindo Práticas Machistas No Cotidiano das Escolas” divulga os 10 vídeos vencedores


Votação para escolha da melhor produção será pelo Facebook da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais até dia 1º/07

08383ede664c7940ab362b918e2d5afd-campanha2

Neste 21 de junho, Dia de luta por uma educação não-sexista e sem discriminação, a Secretaria de Estado de Educação, em parceira com a Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania de Minas Gerais (SEDPAC), anuncia os 10 vídeos vencedores do concurso pedagógico de vídeos “Desconstruindo práticas machistas no cotidiano da escola” (veja lista abaixo). São produções de estudantes de anos finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio de escolas estaduais de diversas regiões do Estado que se destacam pela criatividade e sensibilidade para com o tema (veja lista abaixo).

O objetivo do concurso foi debater o machismo e a importância da desconstrução dessa prática dentro das escolas. Cada escola estadual pôde enviar dois vídeos, um sobre cada eixo: “Empoderamento de Jovens Meninas”, que trata do reconhecimento das mulheres na sociedade, do seu valor, de suas conquistas e de suas lutas por direitos; e “Meninos Pelo Fim da Violência”, que pretende mostrar os jovens adolescentes como não como protagonistas dos atos violentos, e sim da luta pelo fim deles.

Os vídeos foram totalmente produzidos pelos estudantes, do roteiro à edição, e realizados com celulares, câmeras digitais ou outros equipamentos de filmagem. As inscrições ocorreram entre 08/03 a 18/05 e a seleção foi feita pela equipe de Coordenação de Direitos Humanos e Cidadania da Secretaria de Estado de Educação e da Subsecretaria de Políticas para as Mulheres, da SEDPAC.

Agora, os 10 vídeos selecionados serão exibidos na Página da Secretaria de Estado de Educação no Facebook e, até o dia 1º/07, os internautas poderão votar na melhor produção – a produção que tiver maior número de “likes” será a vencedora.
Todos os vídeos vencedores serão veiculados também na programação da Rede Minas a partir de novembro, após a vedação do período eleitoral, e os estudantes produtores ganharão uma visita ao Plug Minas, em Belo Horizonte, para conhecerem mais sobre o espaço onde o foco é o protagonismo juvenil. Continuar lendo Concurso “Desconstruindo Práticas Machistas No Cotidiano das Escolas” divulga os 10 vídeos vencedores

Defensoria Pública da União divulga 4º Concurso de Redação


Estão abertas as inscrições do 4º Concurso de Redação da Defensoria Pública da União – DPU. O tema em 2018 é “Promoção dos Direitos Humanos e Garantia do Acesso à Justiça”, que foi escolhido para celebrar os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Serão distribuídos tablets para os primeiros colocados em cada estado e três prêmios de R$ 10 mil para as escolas que apresentarem os melhores planos de mobilização.

As Redações e os Planos de Mobilização deverão ser inseridos na Plataforma do Concurso  até o dia 12 de outubro de 2018.

Acesse: https://concursoderedacao.dpu.def.br.

Leia Mais…

cartaz DPU

Capturar

Professores podem se inscrever para participar de oficinas gratuitas sobre saúde e meio ambiente


Atividades são ofertadas pela Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente (Obsma)

obsma

Professores dos anos finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio podem se inscrever para participar das oficinas gratuitas da Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente (Obsma). As inscrições devem ser feitas no site www.olimpiada.fiocruz.br/oficinas/inscricao/minas-sul.

As atividades serão realizadas em Belo Horizonte no dia 29 de junho, das 9h às 17h, no Auditório do Instituto René Rachou – Fiocruz Minas, que fica na Av. Augusto de Lima, nº 1.715, no Barro Preto.

As Oficinas Pedagógicas da Obsma são atividades gratuitas de capacitação voltadas a professores da educação básica, que abordam os temas transversais saúde e meio ambiente a partir dos formatos Produção de Texto, Projeto de Ciências e Produção Audiovisual. O objetivo é abrir um espaço de diálogo e troca entre os educadores e a Fiocruz sobre como trabalhar a temática em salas de aula

A competição

A Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente (Obsma) é um projeto educativo bienal promovido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para estimular o desenvolvimento de atividades interdisciplinares nas escolas públicas e privadas de todo o país. Dentre os principais objetivos da Obsma, destacam-se o reconhecimento do trabalho desenvolvido por professores e alunos nas escolas e a cooperação com a divulgação de ações governamentais criadas em prol da educação, da saúde e do meio ambiente.

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br

Iniciativa que premia projetos de impacto social de escolas de Ensino Médio recebe inscrições até o dia 25 de junho


Premiação é aberta a professores e alunos de escolas públicas de Ensino Médio de todo o país

d81eccf37f3da11f6c8ddb58d37d2e66-respostasparaoamanha

Professores de Ensino Médio de escolas públicas de todo o país têm até o dia 25 de junho para se inscreverem na 5ª Edição do Prêmio Respostas para o Amanhã, iniciativa da Samsung com coordenação geral do CENPEC – Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária. A proposta é selecionar os melhores projetos desenvolvidos por docentes com seus alunos que mobilizem os conhecimentos das disciplinas de Ciências, Matemática, Física, Química e Biologia para solucionar problemas reais das comunidades onde vivem. Continuar lendo Iniciativa que premia projetos de impacto social de escolas de Ensino Médio recebe inscrições até o dia 25 de junho

Resultados preliminares do Saeb 2017 já podem ser acessados pelos diretores escolares


O Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2017 teve seus resultados preliminares disponibilizados para diretores escolares. Nessa etapa da divulgação, as escolas que participaram e que cumpriram os critérios estabelecidos pela Portaria Inep nº 447/2017terão a oportunidade de conhecer os seus resultados preliminares e  interpor recursos caso não estejam de acordo. Apenas os diretores escolares terão acesso ao sistema de resultados preliminares e mediante cadastro no sistema. Os resultados preliminares estarão disponíveis até 13h59 (Horário de Brasília-DF) de 27 de junho.

Já os resultados finais estão previstos para agosto de 2018. Apenas as escolas e as redes de ensino que cumprirem os critérios estabelecidos pela mesma portaria terão acesso aos seus resultados finais por meio do Boletim da Escola e do Painel Educacional. Todo o conteúdo poderá ser acessado pelo Portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Em 2017, cerca de 73 mil escolas participaram do Saeb. A novidade da edição foi a participação, de modo censitário, dos estudantes da 3ª série do Ensino Médio de escolas públicas. As escolas privadas também tiveram a oportunidade de serem avaliadas, mediante adesão. O relatório do SAEB 2017 com informações e dados dos testes e questionários aplicados está previsto para ser divulgado em dezembro deste ano.

Saeb – O Sistema de Avaliação da Educação Básica é realizado periodicamente pelo Inep avaliar a qualidade da educação ofertada no país, oferecendo subsídios para a elaboração, o monitoramento e o aprimoramento de políticas educacionais baseadas em evidências.

Clique aqui para acessar os resultados preliminares

Fonte: INEP (editado)

Resultado do Sisu pode ser consultado pela internet


O Ministério da Educação (MEC) liberou o resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Nesta edição, o programa oferece 57.271 vagas em 68 instituições públicas de ensino superior em todo o país. O resultado pode ser consultado na página do programa na internet.

Os estudantes selecionados deverão fazer a matrícula nas instituições de ensino entre 22 e 28 de junho. Aqueles que não foram selecionados poderão participar da lista de espera que estará aberta de 22 a 27 de junho. A convocação dos candidatos em lista de espera será de 3 de julho a 21 de agosto.

As vagas foram oferecidas em oito instituições públicas estaduais, uma faculdade pública municipal e 59 instituições públicas federais, com dois centros de Educação Tecnológica, 27 institutos federais de Educação, Ciência e Tecnologia e 30 universidades.

Edição: Lílian Beraldo
Agência Brasil

Escolas mineiras iniciam participação na etapa regional do Jemg 2018


A etapa regional será realizada em seis cidades-sede. A regional de Montes Claros teve início nesta segunda-feira (18/06)

Basquete1
Foto: Divulgação Jemg

Os Jogos Escolares de Minas Gerais (Jemg) 2018 chega à etapa regional. Cerca de 14 mil estudantes-atletas em sete modalidades esportivas irão disputar uma vaga para a etapa estadual da competição, que será realizada em Uberaba. Por todo o Estado, os mineiros de escolas públicas e particulares se encontram em seis cidades-sede para as disputas no basquete, futsal, handebol, peteca, vôlei, vôlei de praia e xadrez.

Os municípios de Além Paraíba, Arcos, Formiga, Monte Carmelo e Teófilo Otoni já estão preparados para receber os jovens de 12 a 14 anos no módulo I e de 15 a 17 anos, no módulo II, no período de 25 a 30 de junho. No município de Montes Claros, a etapa regional já começa nesta segunda-feira (18/06) e será realizada até o dia 23 de junho.

Continuar lendo Escolas mineiras iniciam participação na etapa regional do Jemg 2018

Prorrogadas as inscrições para o edital Videocamp de Filmes


unnamed (2)

Desde o lançamento do Edital, que patrocinará em até 400 mil dólares a produção de um filme com o tema “Educação Inclusiva”, o site recebeu mais de uma centena de inscrições, vindas de diversos lugares do mundo – de todos os continentes.

A nova data atende às solicitações de produtores e realizadores, que pediram uma ampliação do prazo inicial (21 de junho) para finalizar seus projetos.

As inscrições seguem disponíveis no site do edital (link aqui). A página reúne, além de informações sobre como se inscrever, amplo material sobre o tema “Educação Inclusiva” – a ideia de que uma educação que integra pessoas com e sem deficiência em um mesmo ambiente de aprendizado é boa para todos (acesse aqui).

Inscreva-se aqui!

Fonte: http://editalcocacola.videocamp.com/

Último mês de inscrições para a 5ª edição do Prêmio Respostas para o Amanhã


banner_rpa_ultimo_mes (2)

Prêmio Respostas para o Amanhã, uma iniciativa da Samsung com coordenação geral do CENPEC – Centro de Estudos e Pesquisa em Educação, Cultura e Ação Comunitária, tem o apoio da UNESCO, Reduca, OEI, Consed e outras instituições comprometidas com a educação de qualidade para todas as crianças, adolescentes e jovens brasileiros.

A proposta é estimular e difundir projetos desenvolvidos por alunos do Ensino Médio da rede pública de ensino, sob coordenação de um professor das áreas das Ciências da Natureza e da Matemática, acessando os conteúdos curriculares na busca de soluções capazes de resolver os problemas identificados nas comunidades onde vivem.

Realizado desde 2014 em vários países da América Latina, o Prêmio Respostas para o Amanhã já mobilizou mais de 106 mil estudantes, 7.300 professores de cerca de 3.321 escolas de todo o Brasil.

Sua proposta pedagógica tem enfatizado a importância de trabalhar o conceito da sustentabilidade na escola; o desenvolvimento da pesquisa no campo científico, articulando conteúdos curriculares com as questões cotidianas, teoria e prática; e o engajamento das turmas em sua totalidade, valorizando o trabalho colaborativo e em coautoria com toda a classe e articulando escola e comunidade.

Nesta edição, temos algumas novidades em relação à premiação dos projetos vencedores:

• Entrega de 1 (um) notebook e um Selo Digital de Vencedor Regional para as respectivas escolas vencedoras regionais; 
• Ampliação da visibilidade dos projetos Vencedores Regionais com a inclusão dos 25 vídeos concorrentes na votação pelo Júri Popular e dos relatos de prática dos Vencedores Regionais de 2018 em um e-book, a ser disponibilizado no site do Prêmio;
• Premiação dos 5 (cinco) projetos Vencedores pelo Júri Popular com 01 (um) troféu pelo título de “Projeto Vencedor pelo Júri Popular”, destinados às Instituições de Ensino a que pertencem os Professores e Alunos e um Selo Digital como Vencedor pelo Júri Popular;
• Valorização dos 3 (três) projetos Vencedores Nacionais com a maior premiação: um Intercâmbio Científico – Cultural de 03 (três) dias para os professores e alunos responsáveis dos Projetos a ser realizada na Cidade de São Paulo, no mês de outubro de 2018 e um Selo Digital de Vencedor Nacional.

As inscrições vão até o dia 25 de junho e devem ser feitas pelos professores através do site do Prêmio Respostas para o Amanhã (www.respostasparaoamanha.com.br).

(Divulgação Cenpec)

Disponível em: http://www.abc.org.br

SRE DE CORONEL FABRICIANO LANÇA CONCURSO LITERÁRIO INSPIRADO NO MOVIMENTO MAIO AMARELO


Podem participar estudantes das escolas das redes pública e privada da regional

Com o tema Segurança no Trânsito. Todos somos responsáveis!”, a Superintendência Regional de Ensino de Coronel Fabriciano promove o Concurso de frases, poemas, notícias, produções de textos dissertativos, crônicas e memórias, envolvendo estudantes do Ensino Fundamental, Ensino Médio, Cursos Profissionalizantes e EJA, abrangendo as escolas públicas e privadas da jurisdição.

Pautado no Movimento Maio Amarelo o Concurso tem o objetivo de trabalhar a concepção de trânsito muito além do mero conhecimento de leis e regras, mas proporcionar aos estudantes momentos de análise reflexiva sobre a realidade. Estimulando o exercício da cidadania, da ética e da democracia, possibilita-se que as mudanças de postura se concretizem e resultem num trânsito mais seguro e humanizado, contribuindo para a preservação da vida.

Poderão participar estudantes do Ensino Fundamental (1º ao 9º ano de escolaridade), Ensino Médio, Cursos Profissionalizantes e EJA, abrangendo as escolas das redes pública e privada da regional, orientados por um professor de Língua Portuguesa (Professor Orientador), de acordo com as categorias:

a) Categoria I – Estudantes do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental (Frase).

b) Categoria II – Estudantes do 4º e 5º anos do Ensino Fundamental (Poema).

c) Categoria III – Estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental (Notícia).

d) Categoria IV – Estudantes do Ensino Médio – 1º ao 3º ano (Texto Dissertativo).

e) Categoria V – Estudantes de Cursos Profissionalizantes: Rede Estadual de Educação Profissional (REDE), Mediotec, Pronatec e Curso Normal – Professor de Educação Infantil (Crônica).

f) Categoria VI – Estudantes da Educação de Jovens e Adultos do Ensino Fundamental e Ensino Médio – EJA (Memória).

Cada Instituição de Ensino poderá enviar somente 01 (um) trabalho por modalidade, de acordo com o tema estabelecido. Os trabalhos selecionados deverão ser protocolados na SRE de Coronel Fabriciano até o dia 17 de julho.

Confira o Regulamento na íntegra:

CONCURSO “Segurança No Trânsito. Todos somos responsáveis!”

 

Estão abertas as inscrições para curso de Engenharia Metalúrgica do CEFET-MG em Timóteo


Encontram-se abertas inscrições para 40 vagas no curso superior de Engenharia Metalúrgica, com aulas no turno noturno. O curso inicia sua primeira turma no segundo semestre de 2018, na unidade de Timóteo.

O processo seletivo está aberto aos candidatos que concluíram o ensino médio ou equivalente e que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), edição 2017, obtendo uma nota mínima de 500 pontos na Redação e 450 pontos em cada uma das demais provas. Não há cobrança de taxa de inscrição ou de mensalidades.

O curso de Engenharia Metalúrgica é uma proposta antiga do CEFET-MG para a região, tendo sido anunciado pela primeira vez no ano de 2011.

Leitura do edital é fundamental

As primeiras vagas são destinadas apenas a quem já fez o Enem do ano anterior. “A decisão considerou o pouco tempo que tínhamos para iniciar o curso neste ano e de 2018 ser um ano eleitoral”, explicou Evaldo Sérgio de Souza, diretor-adjunto do CEFET-MG Campus Timóteo.

Essas e outras informações sobre o ingresso no curso encontram-se disponíveis no edital 055/2018, publicado no Diário Oficial da União do dia 30 de maio. Informações e inscrições acontecem por meio da Internet no site da instituição, em www.timoteo.cefetmg.br/estudeaqui

Por Leonardo Lacerda Alves / Diretoria do CEFET-MG Campus Timóteo 

Fonte: http://www.timoteo.cefetmg.br

 

Cadastramento Escolar 2019 começa hoje (11/06)


O Cadastramento Escolar para crianças e jovens que desejam ingressar no ensino fundamental da rede pública de ensino em 2019 será realizado entre os dias 11 e 22 de junho. Unificado para as redes municipais e estadual de Minas Gerais, o cadastro é fundamental para o aluno garantir uma vaga em uma escola próxima de sua residência. O Cadastramento em todo o Estado deverá ser feito pela internet, no site da Secretaria de Estado de Educação (SEE), com exceção dos estudantes da capital, que devem se inscrever no site da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte.

Deverá ser inscrito, o candidato que completar seis anos até 30 de junho de 2019; o candidato a uma vaga nos demais anos ou ciclos do Ensino Fundamental nas redes públicas de ensino; e o candidato ao curso de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Não deverá inscrever-se no Cadastro Escolar o aluno já matriculado no Ensino Fundamental nas redes públicas.

A inscrição do candidato deverá ser realizada pelo pai, mãe ou responsável que seja maior de 18 anos. Os jovens maiores de 18 poderão fazer a sua própria inscrição. O cadastramento para os candidatos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação também será realizado através de formulário eletrônico disponibilizado na Internet, no portal da SEE.

Os pais ou responsáveis poderão acessar o portal da Secretaria de Educação de qualquer computador ou dispositivos móveis com acesso à Internet para cadastrar o candidato. Aqueles que não têm acesso à Internet podem procurar a Secretaria Municipal de Educação do seu município.

Continuar lendo Cadastramento Escolar 2019 começa hoje (11/06)

Em visita a Minas Gerais, rei de Ifé conhecerá projeto desenvolvido por estudantes de escola estadual de Sabará


Agenda em Minas Gerais acontecerá entre os dias 14 e 17 de junho e prevê ainda conferência para professores com o escritor Prêmio Nobel de Literatura, Professor Wole Soyinka

rei
Rei Oba Adeyeye Enitan Ogunwusi está em Minas Gerais entre os dias 14 e 17 de junho. Foto: Divulgação

O Brasil é o segundo maior país em população negra no mundo. Estreitar laços e perceber o quanto a cultura Yorubá está presente no cotidiano do país são objetivos da delegação nigeriana que visita Minas Gerais entre os dias 14 e 17 de junho. A delegação contará com a presença do rei de Ifé, na Nigéria, Oba Adeyeye Enitan Ogunwusi, de oficiais de governo, políticos, representantes de grupos religiosos e culturais, acadêmicos e empresários do setor privado, além do escritor Prêmio Nobel de Literatura, professor Wole Soyinka.

A agenda no Estado prevê ações voltadas para a Educação. No dia 15 de junho, a comitiva visitará a Escola Estadual Professor Zoroastro Vianna Passos, em Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A instituição é uma das 94 escolas da rede estadual de ensino que participam do “Núcleo de Pesquisas e Estudos Africanos, Afro-brasileiros e da Diáspora” (Ubuntu/Nupeaa’s), iniciativa do Governo de Minas que compõe o Programa de Iniciação Científica no Ensino Médio e que tem seus projetos estruturados a partir da linha de pesquisa Cultura, História, Trajetórias Político-Sociais e Científicas dos Africanos e Descendentes em Diáspora. A ação faz parte da Campanha AfroConsciência.

Na escola, o rei Oba Adeyeye Enitan Ogunwusi conhecerá o projeto, que tem por objetivo pesquisar o empoderamento de alunos negros no mercado de trabalho. A iniciativa teve início em 2017 e envolve 11 alunos-pesquisadores. “São alunos do 3º ano do Ensino Médio. Já trabalhamos como fazer pesquisa, as condições do negro no mercado de trabalho brasileiro, dados sobre esse mercado, entre outros pontos. Agora vamos abrir as discussões e convidar mais alunos da escola. As atividades deverão ser realizadas no contraturno”, conclui o professor de História da Escola Estadual Professor Zoroastro Vianna Passos, Helder Junio de Souza. Na cidade histórica, o rei participará ainda de um Culto Ecumênico na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos.

Já no dia 16 de junho, 300 professores da educação básica (200 estaduais e 100 da rede municipal de ensino) participarão de uma conferência, no Hotel Ouro Minas, com o escritor Prêmio Nobel de Literatura, Professor Wole Soyinka. Ele foi agraciado em 1986 e é considerado um dos dramaturgos mais notáveis da África.

Pela rede estadual de ensino, serão convidados os professores-pesquisadores que atuam no “Núcleo de Pesquisas e Estudos Africanos, Afro-brasileiros e da Diáspora” (Ubuntu/Nupeaa’s), e educadores de Belo Horizonte e Região Metropolitana.

A temática na rede estadual

Nas escolas da rede estadual de ensino, são constantes as discussões envolvendo eixos da diversidade e a valorização da cultura negra. A Secretaria de Estado de Educação (SEE) lançou no início de 2015 a Campanha AfroConsciência, que tem o objetivo de fomentar, por meio de diferentes iniciativas, ações nas unidades escolares para a superação do preconceito racial, na busca pelo reconhecimento e valorização da história e da cultura dos africanos na formação da sociedade brasileira, além de iniciativas que enfrentem o racismo e promovam a igualdade racial no âmbito educacional no Estado. A base da Campanha AfroConsciência é a Lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que tornou obrigatório o ensino de história e cultura afrobrasileira nos estabelecimentos de ensino fundamental e médio, oficiais e particulares no Brasil. Continuar lendo Em visita a Minas Gerais, rei de Ifé conhecerá projeto desenvolvido por estudantes de escola estadual de Sabará

Concurso de redação e desenho da CGU está com inscrições abertas


Inscrições devem ser feitas até o dia 31 de agosto

concurso

Com o objetivo de despertar nos estudantes o interesse por assuntos relacionados ao controle social, à ética e à cidadania, por meio do incentivo à reflexão e ao debate destes assuntos nos ambientes educacionais, na família e na comunidade, o Ministério da Transparência e a Controladoria Geral da União (CGU) promove, anualmente, o Concurso de Desenho e Redação da CGU. Na edição de 2018, que tem como tema “Ser honesto é legal!”, as inscrições podem ser feitas até o próximo dia 31 de agosto.

O concurso, realizado desde 2007, é direcionado a estudantes regularmente matriculados em escolas públicas e privadas de todo o Brasil. Assim, o público alvo são alunos da educação básica e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Dividida em 14 categorias, a competição já mobilizou, nesses 11 anos, mais de dois milhões de participantes.

Nas categorias do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, os alunos poderão concorrer com trabalhos do tipo desenho. Já os trabalhos do tipo redação devem ser inscritos por candidatos das categorias do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e 1º ao 3º ano do ensino médio, incluindo estudantes matriculados na modalidade EJA. Há ainda a categoria Escola Cidadã, pela qual as escolas poderão concorrer com trabalhos do tipo plano de mobilização, que subentende o planejamento de estratégias de mobilização para debater o tema do concurso com os alunos por meio de atividades conduzidas no ambiente escolar ou na comunidade. Continuar lendo Concurso de redação e desenho da CGU está com inscrições abertas

Concurso incentiva estudantes a discutirem segurança em eletricidade


Inscrições podem ser feitas até o dia 30 de junho

Estão abertas, até o dia 30 de junho, as inscrições para o Concurso Nacional Abracopel de Redação, Desenho e Vídeo. A iniciativa, desenvolvida pela Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), tem por objetivo incentivar a participação de crianças, adolescentes e professores no desenvolvimento dos conceitos de segurança no uso da eletricidade. As inscrições são abertas para todos os alunos matriculados regularmente nas escolas públicas municipais, estaduais e federal. Também podem participar alunos de escolas pertencentes ao SISTEMA S (Sesi, Senai, Sesc, Senac) localizadas em todo o território nacional. As inscrições são gratuitas.

Poderão ser enviados trabalhos em três formatos. O formato desenho é dividido em duas categorias: Desenho 1, para alunos de 6 a 7 anos (completos até 31/12/2018); e Desenho 2, voltado a estudantes de 8 a 10 anos (completos até 31/12/2018). O desenho poderá ser elaborado de forma livre, usando quaisquer técnicas ou materiais (exceto técnicas digitais). O desenho deverá ser acompanhado por uma frase sobre o tema, preferencialmente em letra cursiva e dentro das normas ortográficas atuais. Continuar lendo Concurso incentiva estudantes a discutirem segurança em eletricidade

Exame Nacional do Ensino Médio abre inscrições estreando novo formato para a edição de 2018


Após um prejuízo de R$ 962 milhões, nas últimas cinco edições, por causa de ausência de participantes, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 abriu suas inscrições nesta segunda-feira, 7, estreando novo formato. A 20ª edição do Enem, com provas marcadas para 4 e 11 de novembro, consolida uma série de melhorias implementadas pelo Ministério da Educação e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para frear o desperdício do dinheiro público e aumentar a segurança. Desde meados de 2016, estudos e planejamento permitiram fazer um exame mais barato e ainda mais seguro.

O ministro da Educação, Rossieli Soares, destacou que o Enem 2018 tem uma série de novidades, entre elas um processo de inscrição prévia para os candidatos que desejam manter a isenção, com a necessidade daqueles que faltaram ao exame passado justificarem a sua falta. “Isso é muito importante, pois nós temos quase R$ 1 bilhão desperdiçados quando reunimos as últimas cinco edições do Enem”, explicou o ministro. “É importante que o Brasil avance na responsabilidade desse processo para que a gente gere economia e aplique esse recurso em outras áreas da educação.”

Enquanto o período de inscrições vai até as 23h59 (horário de Brasília) de 18 de maio, o prazo para pagamento da taxa de inscrição é maior, terminando em 23 de maio. O pagamento da Guia de Recolhimento da União (GRU) pode ser feito por meio de instituições bancárias, agências dos Correios e casas lotéricas. Mesmo para os pagantes, o MEC segue subsidiando parte dos gastos. Em 2017, o custo do Enem por candidato fechou em R$ 87,54, enquanto o do Enem 2016 foi de R$ 90,64.

A inscrição posterior às solicitações de isenção e justificativas de ausência dá mais oportunidades a quem realmente tem direito à gratuidade, pois permite a criação de um período para interposição de recursos. Além disso, coíbe a reincidência dos ausentes. Ao todo, 3.361.468 pessoas já estão beneficiadas com a gratuidade, e os 88% de isenções aprovadas ao término do período de recursos revelam o sucesso da iniciativa inédita.

Este também é o Enem com a maior oportunidade de isenção, apresentando quatro perfis de beneficiados. Pela primeira vez, quem obteve nota mínima para certificação do ensino médio nas áreas para as quais se inscreveu no Encceja 2017 teve direito a não pagar. E mesmo aqueles que não têm direito à isenção podem se beneficiar de uma taxa de inscrição sem reajustes. O valor será o mesmo do ano passado: R$ 82. Todos os interessados em prestar o Enem 2018 devem se inscrever, incluídos aqueles que já solicitaram a isenção entre 2 e 15 de abril e os que entraram com recurso entre 23 e 29 de abril, independentemente do resultado.

A redução nos custos por participante é resultado de uma série de estudos e adequações do Inep visando à maior eficiência na gestão dos gastos. O dinheiro economizado, por sua vez, foi revertido na ampliação dos recursos de segurança, como a prova personalizada, o maior número de detectores de metal e a introdução dos detectores de ponto eletrônico, recursos que serão ampliados no Enem 2018. Também está mantida a parceria com a Polícia Federal, que já permitiu identificar e prender organizações criminosas e anular o resultado de participantes que fraudaram o Exame.

Em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira, na sede do MEC, em Brasília, foram apresentados os dados consolidados de solicitação de isenção e justificativa de ausência. Continuar lendo Exame Nacional do Ensino Médio abre inscrições estreando novo formato para a edição de 2018

SALÃO DO LIVRO DO VALE DO AÇO – PROGRAMAÇÃO ESPECIAL DE PALESTRAS


Superintendência Regional de Ensino de Coronel Fabriciano é parceira da 11ª  Edição do Salão do Livro que traz o tema “Sustentabilidade”

salao

Há mais de uma década o projeto Salão do Livro Vale do Aço desempenha um importante papel na região, promovendo o hábito da leitura, a literatura e a arte em geral por meio de sua variada programação cultural, uma geração inteira que cresceu participando do evento.

O Salão do Livro Vale do Aço aborda a literatura de forma lúdica em sua grade de programação cultural, composta por oficinas, apresentações teatrais e musicais, exposições, bate-papos com escritores, lançamentos literários, além da Feira de Livros com as principais editoras e distribuidoras nacionais.

O 11º Salão do Livro Vale do Aço será realizado na semana de 15 a 20 de maio de 2018, no Centro Cultural Usiminas, em Ipatinga/MG. 

Para saber mais, acesse o link: www.salaodolivrovaledoaco.com.br

Conheça a programação completa:

http://www.salaodolivrovaledoaco.com.br/programacao.php

Veja a Programação Especial de Palestras:

 

Data: 17/05/18 –  Projeto Kombosa Seletiva (Palestrante: Sérgio Bispo)

Local: EM Profª Petrina Ricardo – Município de Joanésia (19h)

Data: 18/05/18 –  Podem Nossos Hábitos Alimentares Contribuir para a Sustentabilidade? (Palestrante: Ana Paula Radishai Pacífico Homem)

Local: Faculdade Pitágoras – Bairro Cidade Nobre (19h)

Semana de Museus agita Belo Horizonte


A Semana de Museus é um evento promovido pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e conta com a participação do Museu da Escola e Museu de Ciências Naturais da Secretaria de Estado de Educação.
Várias atividades serão desenvolvidas como o Encontro de Educadores, Roda de Conversa e Visitas Mediadas entre os dias 15 e 18 de maio.
Para participar, se inscreva por meio do formulário online:
Para mais informações:

Programacao

CapturarCapturar 1

Escola de Formação publica regras para processo seletivo de professores e especialistas


Os servidores irão atuar no Projeto Desenvolvimento de Aprendizagens

A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE), por meio da Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores, disponibilizou, nesta quarta-feira (2), em seu portal online, o instrumento regulador do processo de designação para contratação de Professores de Educação Básica e Especialistas de Educação Básica para atuação no Projeto Desenvolvimento de Aprendizagens.

Ao todo, são quatro vagas para professores de Língua Portuguesa, quatro vagas para professores de Matemática; duas vagas para professores de quaisquer componentes curriculares com especialização em Tecnologias Aplicadas à Educação e quatro vagas para Especialistas de Educação Básica. O local de exercício será na Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores, localizada no Bairro Gameleira, em Belo Horizonte.

A primeira parte do processo seletivo será análise de documentos dos candidatos inscritos e o resultado será divulgado dia 9 de maio. A segunda, prevista para acontecer nos dias 14 e 15 do mesmo mês, consiste em entrevistas e banca examinadora para aprovar o plano de formação que tem que ser apresentado pelos classificados na primeira etapa.

Os aprovados serão convocados a assinar os documentos de contratação no dia 18 de maio e o início das atividades está marcada para o dia 21 do mesmo mês.

Para acessar o edital, clique aqui. Já para o formulário de inscrições, acesse este link.

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br

Conferência Estadual de Educação de Minas Gerais terá início nesta quinta-feira (03/05)


Evento contará com a participação de 1.157 delegados e 193 observadores já inscritos. Também são esperados cerca de 150 convidados

24cabc8321600bbd3291132fd99303d9-conferencia2

Entre os dias 03 e 05 de maio será realizada em Belo Horizonte a Conferência Estadual de Educação de Minas Gerais. Encabeçada pelo Fórum Estadual Permanente de Educação de Minas Gerais, entidade que reúne instituições de ensino, gestores públicos e sociedade civil, entre elas a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, a Conferência tem como tema principal a construção de um sistema de educação que integre as ações dos municípios e do Estado.

Na organização do Sistema Integrado de Educação Pública (SIEO), o estado de Minas Gerais e os municípios, em conformidade com a União, irão definir formas próprias de colaboração, de modo a assegurar, entre outros pontos, o cumprimento das metas do Plano Decenal de Educação e o fornecimento de informações aos gestores públicos para subsidiar reformas e políticas educacionais. Além disso, o SIEP vai assegurar o redesenho dos modelos de gestão e financiamento da educação; o fortalecimento das escolas públicas como instituições de promoção de igualdade de oportunidades para todos; e a autonomia das escolas na construção de seus projetos político-pedagógicos.

A Conferência foi precedida de etapas municipais e de uma etapa territorial, que aconteceu em 12 municípios-sede, no mês de novembro de 2017. As discussões contaram com a participação de representantes de profissionais da educação básica, profissional e superior, movimentos sociais, gestores dos municipais e da sociedade civil em geral.

A etapa estadual terá caráter mobilizador e deliberativo e contará com a participação de 1.157 delegados de todas as regiões do Estado, escolhidos durante as etapas que antecederam a realização da conferência, e 193 observadores já inscritos. Também são esperados cerca de 150 convidados. Continuar lendo Conferência Estadual de Educação de Minas Gerais terá início nesta quinta-feira (03/05)

Parceria entre Prefeitura Municipal de Timóteo e CEFET-MG pretende ampliar educação federal no Vale do Aço


Nesta quinta-feira (3), às 10 horas, no miniauditório do Campus Timóteo do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG), o CEFET-MG e a Prefeitura Municipal de Timóteo firmam parceria para a implantação do curso Engenharia Metalúrgica no município de Timóteo ainda no ano de 2018.

O curso é aguardado desde o ano de 2008, quando o CEFET-MG se comprometeu a criar pelo menos dois cursos superiores na região. A instituição já oferece o curso de Engenharia de Computação em Timóteo.

Esforços de criação do curso foram retomados no ano passado

O curso de Engenharia Metalúrgica foi criado em 2017 e aguardava autorização do Ministério da Educação (MEC) para iniciar sua primeira turma. “O curso foi dispensado de visita in loco e dispensado de autorização pelo MEC no último mês, o que permite ao CEFET-MG sua implantação imediata”, pontua o deputado federal Carlos Melles (DEM), quem forneceu recursos humanos e materiais para que o processo tramitasse mais rapidamente no ministério.

Segundo Evaldo Sérgio de Souza, diretor-adjunto do Campus Timóteo, em oportunidades anteriores o curso chegou a ser anunciado pelo CEFET-MG, mas o projeto político-pedagógico não estava aprovado, o curso não estava criado e recursos essenciais para sua implantação não estavam disponíveis. “Após a autorização em Brasília, alguns poucos professores eram a última necessidade que impedia a concretização do curso”, explica Evaldo de Souza.

Prefeito quer aumento de investimentos no ensino superior gratuito em Timóteo

O prefeito do Município de Timóteo, Dr. Geraldo Hilário Torres, ofereceu a cessão temporária de oito professores com a condição de que o CEFET-MG implante o curso imediatamente.

Segundo o Dr. Geraldo Hilário, investir em conhecimento é o melhor meio de transformar as pessoas e a sociedade ao seu redor e aceitou a parceria: “para que Timóteo e o CEFET-MG possam trazer ganhos educacionais, tecnológicos e sociais para a sociedade do Vale do Aço”, defende.

Processo seletivo

No encontro da quinta-feira (3), além da assinatura do convênio entre as duas instituições, o diretor-geral do CEFET-MG apresentará as características do primeiro processo seletivo que candidatos a estudantes devem observar.

O encontro do prefeito e do diretor-geral acontece às 10 horas no Campus Timóteo, com a presença de servidores, colaboradores e estudantes da instituição. O evento é aberto para a imprensa, dispensado credenciamento prévio.

Com informações: Leonardo Lacerda Alves / Diretoria do CEFET-MG Campus Timóteo / Release Imediato

11º Prêmio Professores do Brasil


Inscrições vão até 28 de maio 

O Ministério da Educação (MEC), o Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME) e demais parceiros, com o objetivo de reconhecer o mérito de professores pela contribuição dada à melhoria da qualidade da Educação Básica, por meio do desenvolvimento de experiências pedagógicas bem sucedidas, lançaram o “11º Prêmio Professores do Brasil.”

Mais informações:  ttp://premioprofessoresdobrasil.mec.gov.br 

unnamed (1)

Termina hoje prazo para inscrição no Encceja


Até a última terça-feira (24), o Inep já havia registrado mais de 1 milhão de inscrições, sendo196,4 mil para o ensino fundamental e 824,7 mil para o ensino médio. Em 2017, quando o exame voltou a certificar o ensino médio, foram registrados 1,5 milhão de inscritos.

O Encceja é direcionado a jovens e adultos que não conseguiram concluir os estudos na idade apropriada. Quem quer a certificação de conclusão do ensino fundamental precisa ter 15 anos completos na data de realização do exame, em 5 de agosto. Já os candidatos à certificação de conclusão do ensino médio devem ter 18 anos completos. A participação é voluntária e gratuita.

Os resultados individuais do Encceja permitem a emissão de dois documentos: a certificação de conclusão de ensino fundamental ou do ensino médio, para o participante que conseguir a nota mínima exigida nas quatro provas objetivas e na redação, e a declaração parcial de proficiência, para o participante que conseguir a nota mínima exigida em uma das quatro provas ou em mais de uma, mas não em todas.

O Encceja Nacional será realizado em 5 de agosto. O Encceja Exterior, para brasileiros que vivem em outros países, será no dia em 16 de setembro. Também serão realizadas em setembro edições para pessoas privadas de liberdade no Brasil e no exterior.

Edição: Graça Adjuto

Publicado em 27/04/2018 – 05:41

Por Sabrina Craide – Repórter da Agência Brasil  Brasília

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DE ENSINO DE CORONEL FABRICIANO INICIA ENCONTROS PARA DISCUSSÃO DA BNCC


No dia de hoje (26) estão reunidos analistas da SRE e especialistas de educação básica das escolas estaduais do Vale do Aço e representantes das secretarias de educação de 11 municípios da regional

logo_pequeno

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica.

Conforme definido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB, Lei nº 9.394/1996), a Base deve nortear os currículosdos sistemas e redes de ensino das Unidades Federativas, como também as propostas pedagógicas de todas as escolas públicas e privadas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, em todo o Brasil.

A Base estabelece conhecimentos, competências e habilidades que se espera que todos os estudantes desenvolvam ao longo da escolaridade básica. Orientada pelos princípios éticos, políticos e estéticos traçados pelas Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica, a Base soma-se aos propósitos que direcionam a educação brasileira para a formação humana integral e para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva.

Assista ao vídeo e conheça a Base Nacional Comum Curricular.

No portal do MEC (http://basenacionalcomum.mec.gov.br/), qualquer pessoa – em especial gestores das redes de ensino, diretores escolares, professores, coordenadores, pais, alunos e especialistas – podem navegar pela BNCC de forma mais intuitiva, fazer download da BNCC em formato editável (tabelas em editor de planilha) das aprendizagens requeridas a todos os alunos ao longo da educação básica de forma a facilitar e apoiar as discussões sobre a BNCC. Tamém é possível acessar materiais de apoio à nova elaboração dos currículos.

Veja fotos:
1a
A diretora da SRE de Coronel Fabriciano, Edvania de Lana Morais Andrade, destaca a relevância da BNCC, seu processo de construção, objetivos e estrutura.
Com informações: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/

 

Resultados preliminares do Saeb 2017 poderão ser acessados em maio


O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) se prepara para liberar, no próximo mês, os resultados preliminares do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2017. Nessa etapa da divulgação, todas as escolas que participaram da avaliação e que cumpriram os critérios estabelecidos pela Portaria Inep nº 447, de 2017, terão a oportunidade de conferir os resultados. No caso de dúvidas ou desacordo, poderão ainda apresentar recurso. Apenas os diretores escolares terão acesso ao sistema de resultados preliminares após realizarem o cadastro.

Os resultados finais serão disponibilizados em agosto. Somente as escolas e as redes de ensino que cumprirem os critérios estabelecidos pela portaria terão acesso aos resultados finais por meio do Boletim da Escola e do Painel Educacional, ambos disponíveis no Portal do Inep. Em dezembro, gestores educacionais e sociedade terão acesso ao relatório com dados dos resultados dos testes e questionários aplicados.

Em 2017, o Saeb avaliou estudantes de cerca de 73 mil escolas. A novidade da edição foi a participação, de modo censitário, de estudantes da 3ª série do Ensino Médio de escolas públicas. As escolas privadas também tiveram a oportunidade de serem avaliadas mediante adesão.

Saeb – O Sistema de Avaliação da Educação Básica é composto por um conjunto de avaliações externas em larga escala. Seu principal objetivo é realizar um diagnóstico da educação básica brasileira a partir da aplicação de testes cognitivos nas áreas de língua portuguesa e matemática, que possibilitam aferir a proficiência nessas áreas, bem como por meio da aplicação de questionários para os estudantes, professores e diretores.

Assessoria de Comunicação Social do MEC

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DE ENSINO DE CORONEL FABRICIANO INICIA ENCONTROS PARA DISCUSSÃO DA BNCC


No dia de hoje (26) estão reunidos analistas da SRE e especialistas de educação básica das escolas estaduais do Vale do Aço e representantes das secretarias de educação de 11 municípios da regional

logo_pequeno

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica.

Conforme definido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB, Lei nº 9.394/1996), a Base deve nortear os currículosdos sistemas e redes de ensino das Unidades Federativas, como também as propostas pedagógicas de todas as escolas públicas e privadas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, em todo o Brasil.

A Base estabelece conhecimentos, competências e habilidades que se espera que todos os estudantes desenvolvam ao longo da escolaridade básica. Orientada pelos princípios éticos, políticos e estéticos traçados pelas Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica, a Base soma-se aos propósitos que direcionam a educação brasileira para a formação humana integral e para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva.

Assista ao vídeo e conheça a Base Nacional Comum Curricular.

No portal do MEC (http://basenacionalcomum.mec.gov.br/), qualquer pessoa – em especial gestores das redes de ensino, diretores escolares, professores, coordenadores, pais, alunos e especialistas – podem navegar pela BNCC de forma mais intuitiva, fazer download da BNCC em formato editável (tabelas em editor de planilha) das aprendizagens requeridas a todos os alunos ao longo da educação básica de forma a facilitar e apoiar as discussões sobre a BNCC. Tamém é possível acessar materiais de apoio à nova elaboração dos currículos.

Com informações: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/

 

Minas Gerais tem 1.882.727 alunos inscritos para a primeira fase da Obmep


Do total de estudantes mineiros, 1.496.902 são de escolas estaduais, 312.963 são de escolas municipais, 25.989 de escolas federais e 46.873 de escolas particulares

Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) recebeu este ano inscrições de 18.237.996 estudantes de escolas públicas e privadas de 99,44% dos municípios do Brasil. Deste total, 1.882.727 são alunos de escolas mineiras, sendo 1.496.902 de escolas estaduais, 312.963 são de escolas municipais, 25.989 de escolas federais e 46.873 de escolas particulares. Os dados são da organização da Olimpíada.

Além do número de alunos, o número de escolas estaduais inscritas também é destaque. São 3.015 escolas, o que representa 58,3% do total de instituições inscritas no Estado. As escolas mineiras inscritas são de 850 municípios mineiros.

As provas da 14ª edição da Obmep serão aplicadas em 5 de junho (1ª fase) e 15 de setembro (2ª fase). A divulgação dos vencedores está marcada para 21 de novembro. Premiados com medalha de ouro, prata ou bronze, eles têm garantido o ingresso em programas de iniciação científica.

A OBMEP é realizada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).Criada em 2005, é promovida com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC).

A competição contribui para estimular o estudo da Matemática no Brasil, identificar jovens talentosos e promover a inclusão social pela difusão do conhecimento. Estudos independentes já revelaram o impacto efetivo da olimpíada nos resultados de Matemática. Escolas que participaram ativamente da competição, aponta trabalho do ex-presidente do INEP, Francisco Soares, apresentam melhora no desempenho dos alunos de 26 pontos na Prova Brasil, o equivalente a 1,5 ano de escolaridade extra.

Participação mineira na competição

Em 2017, os estudantes mineiros colocaram o estado no lugar mais alto do pódio da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Púbicas (Obmep) 2017. Minas Gerais foi o estado com o maior número de medalhas na competição, entre as escolas públicas. Foi a 11ª vez consecutiva que Minas Gerais ficou em primeiro lugar em número de alunos medalhistas. Ao todo, foram 1.448 medalhas, sendo 119 de ouro, 381 de prata e 948 de bronze. O segundo estado com mais premiações é São Paulo, com 94 de ouro, 274 de prata, 914 de bronze.

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DE ENSINO DE CORONEL FABRICIANO REÚNE SERVIDORES PARA DIVULGAÇÃO DO MOVIMENTO “MAIO AMARELO”


Reunião com os servidores da casa definiu atividades voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito

Nos-somos-o-transito-e-o-tem-20180122183934

Maio Amarelo é um movimento internacional de conscientização para a redução dos acidentes de trânsito e que surgiu com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.  A ideia é mobilizar os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para discutir o tema.

“NÓS SOMOS O TRÂNSITO” – Tema do movimento para 2018

Com o mote “Nós somos o trânsito” o movimento chega à sua 5ª edição e fomenta na sociedade discussões e atitudes voltadas à necessidade urgente da redução do número de mortes e feridos graves no trânsito. O tema foi discutido com a Associação Nacional de Detrans (AND) e foi apresentado em reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Assim como em 2017, o tema de 2018 propõe o envolvimento direto da sociedade nas ações e propõe uma reflexão sobre uma nova forma de encarar a mobilidade. Trata-se de um estímulo a todos os condutores, seja de caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas ou bicicletas, e aos pedestres e passageiros, a optarem por um trânsito mais seguro.

Com informações:

http://blog.inbep.com.br

https://www.onsv.org.br

Acesse também:

https://www.maioamarelo.com/

https://www.diariodoaco.com.br/ler_noticia.php?id=58064&t=maio-amarelo-https://srefabricianodivep.wordpress.com/2018/04/05/maio-amarelo-vale-do-aco-reuniu-agentes-responsaveis-pelo-movimento/http://srecelfabriciano.educacao.mg.gov.br

https://drive.google.com/drive/folders/1C0OCqAqhjGoGnPR9ccR2CtK8MmUeSMRX

https://www.lojamaioamarelo.com/

Veja fotos:

1
Ao centro, a diretora da SRE de Coronel Fabriciano, Edvania de Lana Morais Andrade, apresenta aos servidores da casa as ações para 2018 do Movimento “Maio Amarelo”.
4
Dalva Morais Silva Gonçalves, analista educacional da SRE, divulga o Movimento aos servidores.

5

Inscrições abertas para Curso de Libras


O curso terá carga horária de 40h, sendo ministrado às terças e quintas, no horário de 18h às 20h30, no auditório do Cefet, no Centro Norte de Timóteo

O Centro de Referência de Educação Inclusiva Ativa Pe. Jean Marie Lemaire (CREIA) está com inscrições abertas para o Curso Básico de Libras. A capacitação tem por objetivo ser um meio difusor da língua e da cultura das pessoas com deficiência auditiva. O prazo para inscrição dos interessados termina nesta quinta-feira (19), devendo ser feita pelo telefone 3847-4336 ou pelo whatsap 98740.6713, no horário de 10h às 20h.

Desenvolvido pelo CREIA, o Curso de Libras conta com a parceria do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET)/campus Timóteo. O curso terá carga horária de 40h, sendo ministrado às terças e quintas, no horário de 18h às 20h30, no auditório do Cefet, no Centro Norte. O CREIA oferece um suporte teórico básico e prático para quem desejar conhecer e se aprofundar no idioma dos surdos brasileiros.

Fonte: Diário do Aço

Ministério contará com reforço de US$ 250 milhões do Bird para implementação do Novo Ensino Médio


A implementação do Novo Ensino Médio nos Estados e Distrito Federal recebeu um reforço de peso. Nesta terça-feira, 17, o Senado Federal autorizou um empréstimo de US$ 250 milhões, junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), o Banco Mundial, para apoiar a execução da reforma proposta pelo Ministério da Educação. “Esse empréstimo vai trazer uma parte dessa solução e será trabalhado em conjunto com os estados na implementação dos programas propriamente ditos na execução da reforma”, avaliou o ministro da Educação, Rossieli Soares.

O pedido de autorização da operação de crédito havia sido feito pela Presidência da República ao Senado em janeiro, que o encaminhou à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), cujo parecer foi favorável. O montante foi estimado pelo Ministério da Educação para cobrir ações a serem realizadas nos próximos cinco anos e está vinculado ao Programa para Resultados (PpR), ou seja, os recursos serão repassados à medida que os estados atinjam as metas estabelecidas pelo PqR.

O ministro da Educação também destacou a relevância dos recursos e disse que é mais um importante passo para a execução da reforma do ensino médio. “A reforma foi uma grande vitória para a sociedade brasileira e sempre houve questionamento sobre financiamento e os próximos passos que ainda precisam acontecer para que ela se concretize”, observou. Continuar lendo Ministério contará com reforço de US$ 250 milhões do Bird para implementação do Novo Ensino Médio

Inscrições para o Encceja Nacional 2018 estão abertas e vão até 27 de abril


As inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) começam nesta segunda-feira, 16, e vão até às 23h59 de 27 de abril (horário de Brasília). Entre 30 de abril e 4 de maio, serão recebidas as solicitações para atendimento por nome social. A aplicação do Encceja Nacional, em todas as unidades da federação, ocorrerá em 5 de agosto. Já o Encceja Exterior será em 16 de setembro. A divulgação dos resultados está prevista para o último trimestre de 2018.

As edições direcionadas a candidatos enquadrados na categoria PPL –adultos submetidos a penas privativas de liberdade e adolescentes sob medidas socioeducativas que incluam privação de liberdade – serão em setembro. O Encceja Exterior PPL terá as provas aplicadas entre 17 e 21, sendo o período compreendido entre 18 e 19 daquele mês destinado ao Encceja Nacional PPL.

A novidade do Encceja Nacional 2018 está relacionada à necessidade de justificar ausência. Gratuito, o exame teve uma taxa de ausência de 60% em 2017. Para evitar mais prejuízos aos cofres públicos, a partir de agora, o participante que não comparecer à aplicação das provas das áreas de conhecimento para as quais se inscreveu e não justificar sua ausência deverá ressarcir ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) o custo despendido, acrescido da correção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), se tiver interesse em fazer o exame novamente. Quem faltar ao Encceja 2018 e quiser fazer o Encceja 2019, por exemplo, terá de justificar a ausência no sistema de inscrição do próximo ano para manutenção da gratuidade. Se a justificativa não for aprovada, o participante deverá ressarcir os cofres públicos para realizar o exame. Continuar lendo Inscrições para o Encceja Nacional 2018 estão abertas e vão até 27 de abril

MEC e Impa debatem inclusão de alunos de 4º e 5º anos do fundamental na Olimpíada de Matemática


O ministro Rossieli Soares [esq.] visitou a sede do Impa e trocou ideias com os colaboradores (André Nery/MEC) Rio de Janeiro, 16/4/2018 –

O Ministério da Educação e o Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) vão debater a inclusão de estudantes do quarto e quinto anos do ensino fundamental na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). Atualmente, apenas alunos do sexto ao nono ano do fundamental e das três séries do ensino médio podem se inscrever.

Este foi um dos itens da conversa que o ministro Rossieli Soares, cumprindo agenda oficial, teve com servidores e colaboradores do Impa, na sede do instituto, no Rio de Janeiro. O Impa já opera um projeto piloto da Obmep com alunos do quarto e quinto anos. A olimpíada é promovida desde 2005 com as séries atuais. Continuar lendo MEC e Impa debatem inclusão de alunos de 4º e 5º anos do fundamental na Olimpíada de Matemática

Inscrições para concurso de vídeos sobre desconstrução do machismo nas escolas de Minas foram prorrogadas até o dia 18/5


Alunos dos anos finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio serão os protagonistas das produções

O prazo para participar do concurso de vídeos “Descontruindo Práticas Machistas No Cotidiano das Escolas” foi ampliado até o dia 18 de maio. A iniciativa, lançada durante a segunda edição do projeto Educa e Empodera as Minas, no dia 8 de março, é realizada pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE-MG), em parceria com a Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania de Minas Gerais (Sedpac-MG) e com a emissora Rede Minas.

O objetivo do concurso é debater sobre o machismo e a importância da desconstrução desse conceito dentro das escolas. “Uma das premissas da Educação em Direitos Humanos é promover a discussão de todas as formas de violência, e o machismo é uma das que estão mais estruturadas na sociedade, e nem é preciso dizer que isso prejudica muito as mulheres, e muitas vezes até os homens. Por isso a gente precisa levar para dentro das escolas os debates sobre machismo e sobre as questões de gênero para, inclusive, fazer a prevenção de violências e conflitos. Os estudantes precisam estar conscientes e ser protagonistas desse processo”, disse a coordenadora de Educação em Direitos Humanos da SEE, Kessiane Goulart.

A superintendente de Autonomia Econômica das Mulheres e Articulação Institucional da Sedpac, Renata Rosa, esteve presente na inauguração do concurso e, animada, deixou seu recado para os estudantes. “Minas Gerais tem 853 municípios, e o debate sobre o machismo e a luta a favor dos direitos e igualdades das mulheres têm que chegar a todos eles. E nada melhor que envolver nossos meninos e meninas estudantes da rede estadual de ensino nesse processo de desconstrução das relações desiguais de poder, por meio de suas produções de vídeo. Precisamos espalhar um novo tempo de bem viver e a escola é o lugar ideal para começar esse movimento”, disse.

Os vídeos poderão ser produzidos por estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental e pelos alunos do Ensino Médio, e cada escola estadual poderá enviar dois vídeos, um sobre cada eixo: “Empoderamento de Jovens Meninas”, que visa expor o reconhecimento das mulheres na sociedade, do seu valor, de suas conquistas e de suas lutas por direitos; e “Meninos Pelo Fim da Violência”, que pretende mostrar os jovens adolescentes como não como protagonistas dos atos violentos, e sim da luta pelo fim deles.

Os vídeos podem ser feitos com celulares, câmeras digitais ou outros equipamentos de filmagem que os alunos tiverem às mãos. Serão selecionadas 10 produções de cada eixo e as vencedoras serão veiculadas na programação da Rede Minas. Além disso, os produtores dos vídeos escolhidos ganharão uma visita ao Plug Minas, em Belo Horizonte, para conhecerem mais sobre o espaço onde o foco é o protagonismo juvenil.

Outras informações podem ser acessas em http://www.educacao.mg.gov.br, www.direitoshumanos.mg.gov.br e no edital do concurso.

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br

Em reunião no CNE, ministro destaca importância do diálogo na construção da BNCC do ensino médio


O ministro da Educação, Rossieli Soares, espera que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino médio seja homologada até o fim deste ano, de forma que o processo de implementação possa ser iniciado em 2019. Para isso, ele garantiu, em reunião realizada no Conselho Nacional de Educação (CNE) nesta quarta-feira, 11, que a Base será prioridade este ano.

Antes de homologada, a BNCC será debatida em audiências públicas pelo próprio Conselho, que deverá aprová-la antes da homologação. “A intenção do MEC, ressalvada a condição do debate no CNE, que entendo ser legítima, é de que tenhamos a Base do ensino médio aprovada dentro do ano de 2018”, disse Rossieli, que cumpriu sua primeira reunião com o CNE após tomar posse como ministro.

“Estaremos sempre abertos ao diálogo para a construção desse documento, que é fundamental”, completou o ministro. Ele se colocou à disposição do colegiado para garantir a continuidade das políticas trabalhadas para melhorias na educação e voltou a destacar que sua atuação, agora como ministro, será pautada pela continuidade.

Como secretário de Educação Básica do MEC, cargo que exerceu antes de assumir o comando da pasta nesta terça-feira, 10, Rossieli era conselheiro do CNE. O presidente do Conselho, Eduardo Deschamps, destacou o trabalho desenvolvido pelo ministro ainda quando secretário e conselheiro. Para Deschamps, o conhecimento do ministro como secretário integrante do colegiado vai facilitar a interação entre o conselho e o MEC. “Pode contar com este Conselho para que essas políticas possam ser normatizadas e, quiçá, implementadas durante a sua gestão”, endossou Deschamps.

Assessoria de Comunicação Social do MEC

(edição nossa)

Aprendendo a fazer cinema


Alunos de escola pública do Barra Alegre são contemplados com oficina

Matéria publicada no Diário do Aço

Alunos do 1º, 2º e 3º ano do ensino médio da Escola Estadual Dona Caetana América de Menezes, no distrito de Barra Alegre, em Ipatinga, participaram no último sábado (7) de uma oficina de cinema promovida no educandário.

A aula teve como principal objetivo proporcionar à turma de estudantes uma reflexão sistemática e produtiva sobre os recursos da linguagem que são utilizados em um filme documentário, e contou com a participação do cinegrafista Regiano Santiago, o Caju. O conteúdo programático da oficina foi desenvolvido em duas etapas: teórica e prática. As técnicas de entrevista como estratégia de construção da narrativa documental foram um dos assuntos ministrados.

Quanto à aula prática, ela culminou na apresentação de um documentário sobre a Escola Caetana América de Menezes, produzido pelos alunos. “Os estudantes tiveram a oportunidade de realizar um curta-metragem desenvolvendo as atividades que implicam numa produção cinematográfica, da pesquisa, entrevista, filmagem, decupagem, edição e finalização da obra”, enumera Éderson Caldas (Cinedocumenta). Os alunos manusearam equipamentos de última geração, cedidos pela Videoplus.

“Estamos maravilhados com a oficina. Foi muito melhor do que a gente conseguiu imaginar”, disse a estudante Larissa Alves Martins, 17 anos. “Entre os meus sonhos de vida estão os de ser fotógrafa e psicóloga. “A oficina veio motivar ainda mais a minha paixão por fotografia”, disse.

Tailander Ferreira, 17, avaliou como positiva a sua participação na oficina. “Eu já tenho um canal de vídeo no youtube, e essa atividade de hoje vai acrescentar muito ao que faço atualmente”, conta.

Irani Martins, diretora da Escola Caetana, agradeceu aos produtores da oficina pela oportunidade oferecida aos alunos. “Essa aula ficará na memória de todos. Logo convidaremos os realizadores do evento para conhecer os trabalhos feitos pelos alunos no campo do audiovisual. Eles já dão conta de produzir um filme e estão muito motivados para isso”, enfatiza Irani.

A oficina de cinema foi uma ação de contrapartida do Projeto Cinedocumenta – Mostra de Cinema Documentário -, idealizado pelo Produtor Cultural Éderson Caldas, por intermédio da Secretaria de Estado de Cultura do Governo de Minas Gerais e do Programa de Desenvolvimento do Audiovisual Mineiro (Prodam).

Divulgação
https://www.diariodoaco.com.br/images/noticias/5805

Prêmio Educador Nota 10 recebe inscrições até o dia 27 de maio


Podem participar professores de escolas públicas e privadas

download (1)

Até 27 de maio, educadores de escolas públicas e privadas de todo o país podem se inscrever para participar do Prêmio Educador Nota 10. O Prêmio é uma iniciativa da Fundação Victor Civita para a valorização do trabalho docente e a disseminação de práticas educativas de sucesso. Em 2018, é apresentado pela Abril e pela Rede Globo, em parceria com a Fundação Roberto Marinho.

As inscrições deverão ser feitas exclusivamente via internet pelo site http://www.educadornota10.org.br. Podem participar educadores que apresentem experiências escolares que possam ser devidamente comprovadas (por meio de produções de alunos, registros de classe, entre outros materiais) e que tenham sido realizadas no ano letivo de 2017 ou estejam em curso e sejam finalizadas no mês de inscrição do trabalho neste prêmio. Cada participante só poderá inscrever 1 (um) trabalho.

Confira AQUI o regulamento do Prêmio.  Continuar lendo Prêmio Educador Nota 10 recebe inscrições até o dia 27 de maio

19ª UFMG Jovem abre chamada para propostas culturais para o evento


Artistas vinculados a instituições de ensino podem se inscrever até 31 de agosto para compor a programação cultural da mostra

4bc3823e3b97bb0e776baba9ab904e50-UFMG Jovem

Está aberto, até o dia 31 de agosto, o prazo de inscrições de propostas para a programação cultural da 19ª UFMG Jovem, feira científica realizada anualmente pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A chamada vai selecionar artistas e grupos artístico-culturais escolares, vinculados a instituições públicas e particulares de Educação Básica (ensino fundamental, médio e técnico), nas áreas de música, teatro, artes visuais (performance), dança, poesia e literatura (sarau), artes circenses e performance, para apresentações públicas no evento.

As inscrições deverão ser feitas por e-mail. Os interessados deverão enviar e-mail para ddc-conhecimentoparatodos@proex.ufmg.br com a documentação completa.

Confira AQUI a chamada de apresentações artístico-culturais.

A 19ª edição da UFMG Jovem acontecerá de 25 a 27 de outubro de 2018, na Praça de Serviços do campus Pampulha da UFMG, em Belo Horizonte. O tema do evento é ‘Ciência, tecnologia e matemática para o bem comum’.

Mostra de trabalhos

Professores de escolas públicas e privadas da educação básica de Minas Gerais também podem inscrever propostas de trabalhos de relevância técnico-científica, social e cultural que têm realizado com seus alunos para participarem da 19ª UFMG Jovem. O período de inscrição é até 21 de agosto. Os trabalhos podem ser apresentados por meio de maquetes, cartazes, pôsteres, experimentos didáticos, resultados de trabalhos investigativos, protótipos e outros recursos lúdicos, dinâmicos e interativos

A UFMG Jovem consiste em uma mostra de até 80 trabalhos técnico-científicos. Para a 19ª edição, serão selecionados até 30 trabalhos na categoria Ensino Fundamental e até 50 na categoria Ensino Médio em todas as suas modalidades.

A Feira estará aberta à visitação de alunos e professores das instituições de ensino de Minas Gerais e demais interessados.

Confira AQUI a chamada de trabalhos científicos

Com informações da UFMG

Crédito da foto: Reprodução Facebook UFMG Jovem

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br

Secretaria de Educação de Minas lança Portal da Escola de Formação


Plataforma online é voltada para fortalecimento do processo pedagógico; hoje, às 15h, tem transmissão ao vivo 

A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE) lança, nesta quinta-feira (5), por meio do portal da Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores, a página online voltada para o Fortalecimento da Coordenação Pedagógica e dedicada aos Especialistas de Educação Básica (EEB) da rede estadual de ensino.

De acordo com a diretora da Escola de Formação, Gabriela dos Santos Pimenta Lima, o lançamento da plataforma é uma ação inicial do processo de qualificação e formação continuada tendo em vista o contingente de especialistas nas escolas estaduais mineiras – o número de Supervisores Pedagógicos e Orientadores Educacionais se aproxima de 10 mil.

“Por meio da página será possível tanto fomentar os estudos, a interação entre os profissionais e a troca de experiências, quanto orientar os especialistas sobre as ações prioritárias do Coordenador Pedagógico que impactam diretamente no processo de ensino e aprendizagem”, afirmou Gabriela.

Continuar lendo Secretaria de Educação de Minas lança Portal da Escola de Formação

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O PARLAMENTO JOVEM BRASILEIRO


O Parlamento Jovem Brasileiro, ou PJB como é normalmente chamado, é uma oportunidade única para os estudantes de ensino médio viven­ciarem na prática, por uma semana, o trabalho dos deputados federais, elaborando projetos de leis e debatendo na Câmara dos Deputados te­mas de grande importância para o nosso país.

As inscrições começaram dia 28 de março e irão até 28 de maio de 2018.

Já estão no portal do PJB, em www.camara.leg.br/pjb, os seguintes materiais:

  1. O Manual de Procedimentos 2018;
  2. A ficha de inscrição;
  3. A cartilha “Como trabalhar o PJB em sala de aula?”, dirigida aos professores;
  4. Todos os materiais de divulgação do programa, disponíveis para compartilhamento nas mídias sociais, como banners e cartazes eletrônicos, vídeos e spot de rádio;

unnamed

Acesse:

Manual de procedimentos 2018 web

Of´cio Circular SB SEM DJUV SEEMG nº 57 2018

ficha-de-inscricao-pjb-2018

MAIO AMARELO – VALE DO AÇO REUNIU AGENTES RESPONSÁVEIS PELO MOVIMENTO


Reunião definiu atividades voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito

Nos-somos-o-transito-e-o-tem-20180122183934

Maio Amarelo é um movimento internacional de conscientização para a redução dos acidentes de trânsito e que surgiu com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.  A ideia é mobilizar os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para discutir o tema.

img-0365
Em entrevista à Radio Educadora, a diretora da Superintendência Regional de Ensino de Coronel Fabriciano, Edvania de Lana Morais Andrade

Por que o mês de maio e por que amarelo?

Em maio de 2011 a ONU decretou a Década de ação para a segurança no trânsito. O amarelo foi escolhido pois simboliza a atenção e também a sinalização de advertência no trânsito. Vale ressaltar que o Maio Amarelo, como o próprio nome traduz, é um movimento, uma ação, não uma campanha; ou seja, cada cidadão, entidade ou empresa pode utilizar o laço do “Maio Amarelo” em suas ações de conscientização tanto no mês de maio, quanto, na medida do possível, durante o ano inteiro.

“NÓS SOMOS O TRÂNSITO” – Tema do movimento para 2018

Com o mote “Nós somos o trânsito” o movimento chega à sua 5ª edição e fomenta na sociedade discussões e atitudes voltadas à necessidade urgente da redução do número de mortes e feridos graves no trânsito. O tema foi discutido com a Associação Nacional de Detrans (AND) e foi apresentado em reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Assim como em 2017, o tema de 2018 propõe o envolvimento direto da sociedade nas ações e propõe uma reflexão sobre uma nova forma de encarar a mobilidade. Trata-se de um estímulo a todos os condutores, seja de caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas ou bicicletas, e aos pedestres e passageiros, a optarem por um trânsito mais seguro.

De acordo com o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária (OSNV), os acidentes não acontecem, mas sim são frutos de escolhas inadequadas e arriscadas. Para José Aurelio Ramalho, diretor-presidente do OBSERVATÓRIO e idealizador do Movimento Maio Amarelo, 90% dos acidentes têm como motivação as falhas humanas como imperícia, imprudência e desatenção. “Somos os responsáveis pelos nossos atos no trânsito e ter consciência clara disso é um dos caminhos para a reversão do triste cenário não só do Brasil, mas de todo o mundo”, ressalta.

Maio Amarelo na Microrregião do Vale do Aço

Por meio do Programa Saúde na Escola, as Superintendências Regionais de Ensino de Coronel Fabriciano e de Saúde, juntamente com o Departamento de Edificações e Estrada de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DEER/MG), realizaram no dia 04 de abril, às 14h, no Auditório Sr. Zezinho (UNILESTE), reunião para planejamento das estratégias e ações de mobilização e adesão ao movimento. Participarão representantes das Secretarias Municipais de Educação, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Usiminas, Aperam, representantes de escolas, Rotary Clube, Grupos de Ciclistas, Autoescolas, empresas de coletivos e imprensa local. Mais parceiros e colaboradores foram convidados.

Veja fotos:

Capturar 6
Dalva Morais Silva Gonçalves, analista da SRE referência do Programa Saúde na Escola

 

img-0386

Para saber mais, em breve:

www.maioamarelo.com

Contato:

Superintendência Regional de Ensino de Coronel Fabriciano

EndereçoR. Guarapari, 1163 – Belvedere, Cel. Fabriciano – MG, 35170-102
Com informações:
BlogDivap
Escola Interativa
Site Educacao mg
Designacoes 2018

Minas Gerais avança em ações de educação especial inclusiva na rede estadual de ensino


Cerca de 1.800 escolas regulares no Estado, que possuem alunos com algum tipo de deficiência ou comprometimento de desenvolvimento, estão autorizadas a oferecer o Atendimento Educacional Especializado (AEE)

Educao Inclusiva 01
Na Escola Estadual São Bento, em Belo Horizonte, alunos que têm necessidades especiais são queridos, respeitados e tratados com naturalidade. Na imagem, a intérprete de Libras Suelen Pinheiro dá apoio à aluna com deficiência auditiva durante aula de Língua Portuguesa. Foto: Franciele Xavier (SEE/MG)

As diretrizes da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) que dizem respeito à Educação Especial podem ser resumidas em apenas uma palavra: inclusão. Com a proposta de inserir os estudantes que necessitam de atendimento diferenciado nas classes comuns de escolas de Ensino Regular, a intenção da SEE é de reforçar o conceito de uma sala de aula como um ambiente de diversidade, respeito e assistência especializada.

A diretora de Educação Especial da SEE, Ana Regina de Carvalho, explica que é mais do que comprovado o sucesso das políticas de inclusão no que se refere aos estudantes com necessidades especiais. “Temos tanto um arcabouço teórico de pesquisadores e estudiosos quanto tudo aquilo que as escolas, os alunos e os familiares nos relatam sobre a inclusão. E são incontáveis experiências positivas porque, para o aluno, estar em uma sala de aula de ensino regular faz com que ele tenha um vasto estímulo, um campo abrangente de identificação com seus pares, relacionamento e aprendizado. Então, a Secretaria de Educação defende com todo vigor a política de Educação Especial Inclusiva”, pronunciou Ana Regina.

Em 2018, mais de 43 mil matrículas foram feitas na Educação Especial da rede estadual, sendo que 95% delas estão em classes comuns do Ensino Regular, o que significa que cada vez mais alunos com algum tipo de deficiência ou transtorno global de desenvolvimento fazem valer o direito de qualquer estudante da Educação Básica ter sua formação em escolas públicas regulares próximas de sua residência. Continuar lendo Minas Gerais avança em ações de educação especial inclusiva na rede estadual de ensino

Cartão de informação do candidato do concurso da Educação de Minas Gerais já está disponível


Os candidatos podem consultar pela Internet o local e horário das provas, que estão marcadas para o próximo domingo (08/4)

Os candidatos inscritos no concurso da Secretaria de Estado de Educação (SEE), de Edital SEE nº 07/2017, já podem consultar o cartão de informação, contendo o local, a sala e o horário de realização das provas. O cartão está disponível no site da Fumarc. Para acessá-lo, o candidato deve informar o CPF e o número de inscrição. As provas do concurso público da Educação serão realizadas no próximo domingo, dia 8 de abril.

As inscrições para o concurso foram realizadas no período de 26 de fevereiro a 08 de março. Foram inscritos no concurso um total de 178.489 candidatos, sendo 47.109 para o cargo de Especialista em Educação Básica (EEB) e 131.380 para o cargo de Professor de Educação Básica (PEB). São ofertadas 16 mil vagas para PEB de várias disciplinas e 700 vagas para EEB. As oportunidades contemplam todas as 47 Superintendências Regionais de Ensino.

Para as vagas de Especialista, os servidores poderão atuar como orientadores educacionais, supervisores ou coordenadores pedagógicos, desempenhando funções fundamentais na organização da escola e no aprimoramento dos processos de ensino. Já os cargos de Professor abrangem as disciplinas de Artes, Biologia/Ciências, Educação Física, Filosofia, Física, História, Geografia, Inglês, Química, Língua Portuguesa, Matemática e Sociologia, que compõem o currículo básico dos anos finais do Ensino Fundamental e de todo o Ensino Médio. Para a carreira de PEB, as 16 mil vagas estão distribuídas entre 848 municípios mineiros, no universo de 852 municípios que contam com escolas estaduais.

Etapas

O concurso é dividido em duas etapas. A primeira consiste na aplicação das provas objetivas e a segunda na avaliação de títulos. As provas objetivas vão contar com 60 questões de Língua Portuguesa, Matemática, Conhecimentos didático-pedagógicos e conhecimentos específicos.

Para acessar o Edital SEE nº 07/2017, CLIQUE AQUI.

Para acessar o cartão de informação do candidato, CLIQUE AQUI.

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br

MAIO AMARELO – VALE DO AÇO REÚNE AGENTES RESPONSÁVEIS PELO MOVIMENTO


Reunião definirá atividades voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito

Nos-somos-o-transito-e-o-tem-20180122183934

Maio Amarelo é um movimento internacional de conscientização para a redução dos acidentes de trânsito e que surgiu com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.  A ideia é mobilizar os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para discutir o tema.

Por que o mês de maio e por que amarelo?

Em maio de 2011 a ONU decretou a Década de ação para a segurança no trânsito. O amarelo foi escolhido pois simboliza a atenção e também a sinalização de advertência no trânsito. Vale ressaltar que o Maio Amarelo, como o próprio nome traduz, é um movimento, uma ação, não uma campanha; ou seja, cada cidadão, entidade ou empresa pode utilizar o laço do “Maio Amarelo” em suas ações de conscientização tanto no mês de maio, quanto, na medida do possível, durante o ano inteiro.

“NÓS SOMOS O TRÂNSITO” – Tema do movimento para 2018

Com o mote “Nós somos o trânsito” o movimento chega à sua 5ª edição e fomenta na sociedade discussões e atitudes voltadas à necessidade urgente da redução do número de mortes e feridos graves no trânsito. O tema foi discutido com a Associação Nacional de Detrans (AND) e foi apresentado em reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Assim como em 2017, o tema de 2018 propõe o envolvimento direto da sociedade nas ações e propõe uma reflexão sobre uma nova forma de encarar a mobilidade. Trata-se de um estímulo a todos os condutores, seja de caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas ou bicicletas, e aos pedestres e passageiros, a optarem por um trânsito mais seguro.

De acordo com o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária (OSNV), os acidentes não acontecem, mas sim são frutos de escolhas inadequadas e arriscadas. Para José Aurelio Ramalho, diretor-presidente do OBSERVATÓRIO e idealizador do Movimento Maio Amarelo, 90% dos acidentes têm como motivação as falhas humanas como imperícia, imprudência e desatenção. “Somos os responsáveis pelos nossos atos no trânsito e ter consciência clara disso é um dos caminhos para a reversão do triste cenário não só do Brasil, mas de todo o mundo”, ressalta.

Maio Amarelo na Microrregião do Vale do Aço

Por meio do Programa Saúde na Escola, as Superintendências Regionais de Ensino de Coronel Fabriciano e de Saúde, juntamente com o Departamento de Edificações e Estrada de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DEER/MG), realizarão no dia 04 de abril, às 14h, no Auditório Sr. Zezinho (UNILESTE), reunião para planejamento das estratégias e ações de mobilização e adesão ao movimento. Participarão representantes das Secretarias Municipais de Educação, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Usiminas, Aperam, representantes de escolas, Rotary Clube, Grupos de Ciclistas, Autoescolas, empresas de coletivos e imprensa local. Mais parceiros e colaboradores foram convidados.

Para saber mais, em breve:

www.maioamarelo.com

Contato:

Superintendência Regional de Ensino de Coronel Fabriciano

EndereçoR. Guarapari, 1163 – Belvedere, Cel. Fabriciano – MG, 35170-102
Com informações: 

Escola Estadual Dona Canuta Rosa de Oliveira Barbosa é ouro na Seletiva Nacional Escolar para a Gymnasiade/2018


Caio Felipe Matos levou o ouro no lançamento do martelo; competição foi realizada entre os dias 22 e 25 de março

Fotografia-TUANE-ALMEIDA-(360)
Fotografia-TUANE-ALMEIDA-(360) – plox.com

Composta por 80 alunos-atletas, a delegação mineira que participou da Seletiva Nacional Escolar para a Gymnasiade/2018, realizada entre os dias 22 e 25 de março, na cidade de São Paulo, retorna a Minas Gerais com muitas conquistas. Eles faturaram 48 medalhas sendo 11 no atletismo, cinco em ginástica artística, sete em ginástica rítmica, três no judô, cinco Karatê, 12 na natação e cinco no taekwondo.

Marco Túlio Macedo é aluno do 2º ano Ensino Médio da Escola Estadual Virgínio Perillo, no município de Lagoa da Prata. O estudante faturou medalha de prata nos 2000 metros com obstáculos masculino e conta como foi a experiência. “Foi uma competição muito importante. Já tenho cinco anos no esporte. Fiquei só dois segundos atrás do primeiro colocado. Segundo o regulamento, os dois primeiros colocados são selecionados para a Gymnasiade, então estou esperando a publicação da convocação”, conta o estudante.

A expectativa para a convocação é grande. “Estou muito animado e ansioso. Já estou reforçando os treinos”, afirma. A Seletiva Nacional Escolar para a Gymnasiade/2018 contou com a participação de mais de dois mil atletas escolares, de 22 estados brasileiros. Eles disputaram uma das dez modalidades do campeonato: ginásticas rítmica, aeróbica e artística; natação; judô; karatê; luta olímpica; atletismo; xadrez e, pela primeira vez na história dos jogos, taekwondo.

A seletiva nacional escolar para a Gymnasiade 2018 é uma realização da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE). Os estudantes mineiros viajam com o apoio da Federação de Esportes Estudantis de Minas Gerais (FEEMG). A Gymnasiade 2018 acontecerá em Marrakesh, no Marrocos, entre os dias 2 e 9 de maio.

Confira a lista dos medalhistas de Minas Gerais

Atletismo – 11 medalhas: 5 de ouro, 3 de prata e 3 de bronze.

Ouro no arremesso de peso.
Ouro no lançamento do disco.
Rafaela Cristine Maciel: E.E. Francisco Escobar de Poços de Caldas.

Ouro no lançamento do martelo.
Caio Felipe Matos: E.E. Dona Canuta Rosa de Oliveira Barbosa de Ipatinga.

Ouro nos 100m com barreiras.
Thaís Michele Clemente: E.E. Padre Menezes de Lagoa Santa.
Ouro nos 1500 metros.
Eduardo Ribeiro Moreira: E.E. Azarias Ribeiro de Lavras. Continuar lendo Escola Estadual Dona Canuta Rosa de Oliveira Barbosa é ouro na Seletiva Nacional Escolar para a Gymnasiade/2018

Prêmio incentiva escolas a realizarem projetos que colocam em prática conteúdos aprendidos em sala de aula


Inscrições para prêmio “Respostas Para o Amanhã” podem ser realizada até o dia 25 de junho

download

Alunos e professores do Ensino Médio de escolas públicas de todo o Brasil podem inscrever seus projetos na 5ª Edição do Prêmio Respostas Para o Amanhã. A proposta do concurso é incentivar estudantes e professores das áreas de Ciências da Natureza e de Matemática a aplicar na prática os conceitos aprendidos em sala de aula, por meio do desenvolvimento de projetos que realmente possam ajudar as regiões em que vivem, buscando identificar, estimular e difundir práticas educativas com impactos positivos no dia a dia. A iniciativa é promovida pela Samsung e tem coordenação técnica do Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária).

As inscrições para o concurso podem ser feitas até o dia o dia 25 de junho. O professor interessado deverá criar uma conta no Portal da iniciativa e obter seu login e senha para acesso à área restrita de Professores Participantes. Após criar a conta, o educador deve clicar em INSCREVER PROJETO, complementando seus dados, da instituição de ensino e da turma participante. Os projetos serão analisados e os que estiveram em conformidade com o regulamento serão classificados e concorrerão a 5ª edição.
Os projetos classificados serão analisados regionalmente pelos respectivos Comitês Técnicos Regionais, que selecionarão 25 Projetos, sendo até cinco projetos de cada região do país. Essa etapa será realizada até o dia 19 de agosto.

Os 25 projetos selecionados deverão produzir um vídeo de até três minutos sobre o projeto e realizar o upload do vídeo no Portal. Os vídeos passarão por duas etapas de avaliação. Uma por júri popular, no qual os cinco vídeos mais votados, um de cada região, serão considerados vencedores pelo júri popular. E outra por uma banca julgadora, que selecionará, dentre os 25 vencedores regionais, os 3 vencedores nacionais. A seleção será em âmbito nacional sendo que os três projetos vencedores podem ser de qualquer região.

Consulte aqui o regulamento do Prêmio

Premiação

Cada uma das 25 instituições de ensino responsáveis pelos 25 vencedores regionais será contemplada com um notebook e receberá o Selo digital de Vencedor Regional. As cinco instituições de ensino responsável pelo projeto vencedor júri popular receberá um troféu de vencedor pelo Júri Popular.

Já os professores e alunos dos três projetos vencedores nacionais serão contemplados com uma viagem de Intercâmbio Científico Cultural, a ser realizado em outubro de 2018 em São Paulo. Cada uma das três instituições de ensino responsáveis pelos projetos vencedores nacionais receberá o Selo digital de vencedor nacional.

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br

MEC libera R$ 345,86 milhões para merenda de estados e municípios


O Ministério da Educação liberou nesta quinta-feira, 15, R$ 345,86 milhões em recursos financeiros para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). Os recursos serão repassados ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão vinculado ao MEC que operacionaliza o pagamento às redes de ensino estaduais, distrital e municipais.

“O Pnae garante a alimentação de cerca de 42 milhões de estudantes por dia, o que representa 54 milhões de refeições diárias”, destaca o ministro da Educação, Mendonça Filho. “É um programa que busca garantir uma alimentação de qualidade, que supra as carências nutricionais dos estudantes durante sua permanência na escola”. No próximo dia 31 de março, o programa completa 63 anos.

Pelas regras, um mínimo de 30% dos recursos repassados pela União deve ser aplicado na compra de gêneros alimentícios vindos da agricultura familiar, de maneira a movimentar as economias locais. Os valores financeiros devem ser aplicados na aquisição e na distribuição da alimentação escolar dos estudantes matriculados em escolas públicas, filantrópicas, comunitárias e confessionais, da creche ao ensino médio, além da educação de jovens e adultos. São contemplados todos os estudantes da rede pública, incluindo escolas urbanas e rurais, de áreas remanescentes de quilombos e das aldeias indígenas.

Assessoria de Comunicação Social do MEC