PROJETO DE ELEVAÇÃO DA ESCOLARIDADE


Com uma política educacional voltada para o atendimento ao jovem, a Secretaria de Estado de Educação apresenta um projeto de elevação da escolaridade para estudantes em distorção idade/ano de escolaridade dos anos finais do Ensino Fundamental. Este projeto tem como eixo principal a formação, acompanhamento pedagógico dos professores e a oferta de metodologia diferenciada, buscando garantir a continuidade do percurso escolar dos jovens que ainda não concluíram o Ensino Fundamental.

Para superar o desafio das significativas taxas de repetência e evasão escolar entre os jovens, a Secretaria de Estado de Educação, em parceria com a Fundação Roberto Marinho, busca oferecer uma alternativa de formação para os jovens que enfrentaram dificuldades em sua trajetória educacional, que os impediram de concluir seu fluxo escolar. Essa alternativa estrutura-se a partir de duas ações: a organização de turmas de elevação da escolaridade (Telessalas) e o desenvolvimento de Circuitos de Aprendizagem.

As turmas de elevação de escolaridade serão orientadas por práticas pedagógicas que valorizam as habilidades e competências, já desenvolvidas pelo estudante, articuladas com os conhecimentos escolares, de forma colaborativa, inovadora e criativa.

A metodologia das Telessalas dá suporte às ações docentes por meio de utilização de materiais educativos diversificados. Ela possibilita a construção de um tempo e espaços escolares flexíveis, em que os estudantes são convidados a serem protagonistas do seu processo de formação.

Os Circuitos de Aprendizagem serão desenvolvidos no turno complementar, com a oferta de aprofundamento de estudos em Língua Portuguesa e Matemática, de forma interdisciplinar e contextualizada, com os usos sociais das habilidades e competências desses componentes curriculares.

  • Organização dos polos:

 

Polos SRE
BELO HORIZONTE Metropolitanas A, B e C e Divinópolis
GOVERNADOR VALADARES Governador Valadares e Coronel Fabriciano
JUIZ DE FORA Juiz de Fora e Barbacena
MONTES CLAROS Montes Claros e Januária
TEÓFILO OTONI Teófilo Otoni, Almenara e Araçuaí
UBERLÂNDIA Uberlândia e Uberaba

 

  • Operacionalização do projeto:
  1. Metodologia Telessala (turmas de elevação da escolaridade):

Objetivo: Aceleração de estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental com distorção idade/ano de escolaridade.

Público alvo: Somente alunos do 6º ao 9º anos com distorção. Para que os alunos se ingressarem no projeto, deverão atender aos seguintes critérios:

– Estar alfabetizado, com habilidades básicas de leitura e escrita;

– Estar matriculado do 6º ao 9º ano na rede estadual;

– Se estiver no 6º e 7º anos, deverá possuir no mínimo 14 anos de idade até 30/06/2016;

– Se estiver no 8º ano, possuir no mínimo 15 anos de idade até 30/06/2016;

– Se estiver no 9º ano, possuir no mínimo 16 anos até 30/06/2016;

– Se vier transferido de outra escola, seja pública ou privada, e atender aos critérios de idade citados acima;

– Se estiver fora do sistema educacional, a escola deverá realizar o procedimento pedagógico de classificação (posicionamento na série compatível com seu nível de habilidade), caso identifique que o aluno atende aos critérios citados acima, deverá encaminhá-lo ao projeto.

Infraestrutura: Para o desenvolvimento do projeto, as escolas deverão possuir sala de aula disponível com apoio audiovisual para o desenvolvimento da “Metodologia Telessala”. É necessária a utilização de equipamentos reprodutores de som e imagem, sendo um (1) Data Show ou uma (1) Televisão com DVD por turma.

Profissionais: As aulas serão desenvolvidas na perspectiva de um regente unidocente. O mesmo será responsável por desenvolver com a turma a metodologia aprendida nas formações da Fundação Roberto Marinho.

Avaliação: As avaliações deverão seguir os padrões desenvolvidos na metodologia, observando sempre os aspectos formativos com o objetivo de desenvolver o estudante em todas suas dimensões e não penalizá-lo.

  1. Circuitos de Aprendizagem: aprofundamento de estudos

Objetivo: Promover o aprofundamento de estudos dos alunos dos anos finais do Ensino Fundamental, nos componentes curriculares de Língua Portuguesa e Matemática;

Público alvo: Estudantes do 8º e 9º anos, preferencialmente. Havendo possibilidade e demanda, estudantes do 7º ano poderão ser atendidos. Poderão também ser atendidos os estudantes que se encontram nas turmas específicas de aceleração na modalidade Telessala.

Infraestrutura: Para o desenvolvimento do projeto, as escolas deverão possuir sala de aula disponível com apoio audiovisual para o desenvolvimento da metodologia.

Profissionais: As aulas serão lecionadas por professores com licenciatura plena em Língua Portuguesa e Matemática. Os mesmos serão responsáveis por desenvolver com a turma a metodologia aprendida nas formações da Fundação Roberto Marinho.

Avaliação: Como é um momento de ampliação, desenvolvimento e aprofundamento de habilidades, a avaliação do professor deverá ser formativa, processual e contínua.

  • Organização das turmas:
  1. Metodologia Telessala (turmas de elevação da escolaridade):

            Neste ano de 2016, a modalidade Telessala corresponderá ao processo de aceleração de aprendizagem de alunos. Nesse caso, a escola, onde houve estudantes em distorção idade/ano, pertencente às SRE contempladas, solicitará a abertura de turmas específicas de aceleração e deverá seguir a metodologia desenvolvida pela Fundação Roberto Marinho na modalidade Telessala.

As turmas para desenvolvimento desse projeto deverão ter no mínimo 15 e no máximo 25 alunos de 6º ao 9º ano na mesma turma.

  1. Circuitos de Aprendizagem: aprofundamento de estudos

Essa modalidade também deverá ser realizada nas SRE contempladas pelo projeto. As escolas que decidirem abrir o aprofundamento de estudos deverão comunicar à SRE responsável para autorizar a contratação de professores para esse projeto.

As turmas de aprofundamento deverão ter no mínimo 10 e no máximo 25 alunos.

Conheça na íntegra a Resolução da SEE/MG nº 2957, de 20 de abril de 2016 que dispõe sobre a implantação do Projeto de “Elevação da Escolaridade – Metodologia Telessala Minas Gerais” para os estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental da rede estadual de ensino.

Resolução 2.957 2016 Telessala

 Apresentação Projetos Elevação de Escolaridade Pedro Calmon

ATENÇÃO!

Com o objetivo de facilitar o acesso dos educadores a informações e auxiliar no planejamento de suas atividades e nos desafios em sala de aula, existem diversos canais de contato e conteúdos disponíveis on-line – tudo bem simples e rápido. Confira!

www.frm.org.br/telecurso-mg 

fb.com/telecurso 

twitter.com/telecurso

FOTOS DO PROJETO NAS ESCOLAS ESTADUAIS DA SRE DE CORONEL FABRICIANO

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

 

 

Anúncios

Este Blog é destinado a todos os educadores envolvidos no trabalho pedagógico em escolas de educação básica: analistas educacionais, pesquisadores, diretores, pedagogos, professores e estudantes. A intenção é utilizar este espaço para disseminação de notícias, artigos, textos, experiências e discussão de temas relevantes relacionados à prática educativa.

%d blogueiros gostam disto: