Arquivo da tag: EJA

SESI IPATINGA DIVULGA


Com informações: Cleia Soares Nassif Chamon Gerente de Unidade de Ipatinga

SESI – Serviço Social da Indústria
Escola SESI Santa Rita de Cássia | Ipatinga
Escola SESI Rinaldo Campos Soares | Ipatinga
Sistema FIEMG – Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais
Tel. +55 (31) 3823 3029 | +55 (31) 3824 8132

Matrículas abertas para Educação de Jovens e Adultos em Fabriciano


A Secretaria de Governança Educacional de Coronel Fabriciano informa que estão abertas as matrículas para os interessados em ingressar na Educação de Jovens e Adultos (EJA). As inscrições vão até 3 de julho. O objetivo é oferecer uma educação de qualidade às pessoas que não tiveram a oportunidade de concluir o Ensino Fundamental na idade certa. As aulas começam no dia quatro de julho. Os candidatos devem comparecer à secretaria de umas das seguintes Escolas Municipais: Otávio Cupertino Dos Reis, Vereador Paulo Franklin, Vereador Nicanor Ataíde, Raimunda Coura e Argeu Brandão, nos horários de 8h às 17h e 18h às 21h ou na Secretaria de Governança Educacional, localizada na rua Duque de Caxias, 366, Centro.

É necessário apresentar documento com foto, certidão de nascimento, uma foto 3×4, e conta de luz para realizar a inscrição. Caso o aluno seja menor de idade, deverá ir acompanhado dos pais ou responsáveis.

“Estamos agora concluindo mais uma etapa da EJA com alunos de 1° a 4° e 5° a 8° série, sendo que os alunos formandos na oitava série já podem se matricular no ensino médio. É fazendo este trabalho e conscientizando que vamos diminuir o índice de evasão nas escolas. Pedimos a todos para orientar quem não concluiu o ensino fundamental a procurar os locais informados para se matricularem,” disse o coordenador da EJA, José Carlos Santos.

No dia 6 de julho, cerca de 80 alunos receberão a declaração de conclusão de curso do primeiro semestre da EJA 2018. A EJA é uma das modalidades da educação básica de primeira a oitava série, garantida pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB/9394/96).

Fonte: Diário do Aço

Alunos, professores e gestores da EJA vão trocar experiências em rede social pela internet


Até as 18h de 30 de junho próximo, a plataforma on-line estará aberta para cadastramento e colaborações

Etapa fundamental da construção de políticas públicas, ouvir a sociedade faz parte do projeto Inova EJA, que lançou no dia 10 de maio, uma página na internet para troca de experiências e sugestões sobre a educação de jovens e adultos (EJA). Com a iniciativa, o Ministério da Educação pretende reunir sugestões de estudantes, professores, diretores de escolas que oferecem essa modalidade de ensino e gestores municipais e estaduais para a elaboração de nova política nacional voltada para esse público.

download

Desafios para construção de uma nova educação de jovens e adultos.Uma grande articulação do Governo Federal, governos estaduais, distrital e municipais, sociedade civil e movimentos sociais pela educação de jovens e adultos. Acesse:

Apresentar propostas

Compartilhar experiências

A página vai funcionar como uma espécie de rede social, na qual será possível, além de relatar experiências bem-sucedidas e lançar propostas inovadoras para a educação de jovens e adultos, interagir com outros participantes cadastrados. “O site tem uma dinâmica própria e é bem interessante; é possível curtir, compartilhar, comentar as experiências”, explica o coordenador do projeto no MEC, Murilo Camargo. “Os participantes vão estar numa rede social de pessoas engajadas na educação de jovens e adultos.”

Segundo Camargo, a ideia é envolver toda a comunidade da educação de jovens e adultos, incluídos os estudantes, para complementar o documento-base sobre a política que está sendo gestada. Desde setembro de 2015, uma equipe do MEC tem trabalhado em documento, disponível na página do Inova EJA, que agrega a experiência de gestores, observações de especialistas e recomendações de fóruns e grupos de estudiosos da educação de jovens e adultos.

Na plataforma, é possível colaborar com propostas e experiências sobre as práticas e os recursos educacionais de uma pedagogia especializada na educação de jovens e adultos e sobre a certificação e a validação de conhecimentos gerais e competências técnicas. Além da articulação acadêmica com universidades e institutos federais para desenvolver a modalidade de ensino, a página também vai abrir espaço para discussão a respeito do Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem) e da gestão, financiamento e desenvolvimento da educação de jovens e adultos.

Discussão — Após a fase de coleta das contribuições, o próximo passo será a realização, pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) do MEC, de uma série de audiências públicas pelo Brasil para discutir o documento, que já contará com as colaborações on-line. A expectativa de Camargo é que os debates sejam realizados nos três meses seguintes a junho. “Uma vez que tenha o debate com a sociedade, nos vários níveis, com fóruns de EJA, associação de docentes, gestores de municípios e de estados, e com o engajamento de todos pelo site, isso deve ser formalmente proposto para ser implementado como política nacional”, projeta. Ele ressalta a necessidade de chamar a atenção de todos para a educação de jovens e adultos.

FONTE: Ministério da Educação