Arquivo da tag: Ensino Médio

Escolha do Livro Didático 2018


O MEC publicou, no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 2, o resultado final do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) 2018. Ao todo, 97 coleções foram aprovadas por professores, coordenadores pedagógicos e diretores de escolas públicas de todo o país.

As escolas terão duas semanas para avaliar o material aprovado nas diferentes disciplinas e escolher as coleções que mais se adaptam ao seu contexto. “Voltado ao ensino médio, o PNLD 2018 avaliou 166 coleções de 12 componentes curriculares diferentes”, informa a coordenadora-feral de Materiais Didáticos da Secretaria de Educação Básica (SEB), Tassiana Cunha Carvalho. “As obras serão disponibilizadas para consulta e para a escolha das escolas a partir do próximo dia 21. ”

A avaliação foi feita por meio de uma parceria entre o MEC e 11 universidades. Com exceção de uma instituição, que ficou responsável por dois componentes, as demais avaliaram, uma disciplina cada. Este ano, foram aprovadas 58% das coleções. Das 72 obras reprovadas, 22 foram objeto de recursos e três tiveram seus resultados revertidos.

A distribuição dos livros se dará em conjunto pelo MEC, as editoras das obras e os Correios. Segundo Tassiana Carvalho, o material vai chegar às escolas no começo do ano letivo de 2018, devendo as obras escolhidas serem distribuídas entre janeiro e fevereiro.

Acesso – O material selecionado estará disponível no Guia Digital PNLD 2018 e nos portais do MEC e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Em 2018, os professores e diretores terão acesso ao conteúdo de todas as obras aprovadas por meio desse guia. Diretores e secretarias de educação de todo o país receberão uma chave de acesso para cada escola e, durante o período de escolha, os envolvidos poderão analisar, na íntegra, o conteúdo da obra. “A medida democratiza o acesso às opções disponíveis e qualifica o processo de escolha a partir do contato com o livro”, avalia Tassiana Cunha Carvalho.

Programa – O PNLD distribui, em todas as escolas públicas da educação básica, livros didáticos e acervos de obras literárias, obras complementares e dicionários para uso do professor e do aluno em sala de aula. A cada ano, o programa atende a uma parte da educação básica: educação infantil, anos iniciais e anos finais do ensino fundamental e ensino médio. A cada três ou quatro anos, governo federal repõe as obras faltantes nas escolas, renovando todo o conjunto dos livros, de forma a atualizar os conteúdos.

A partir de 2019, os livros dos anos iniciais serão consumíveis, ou seja, todos os volumes do primeiro ao quinto ano passarão a ser do aluno, que não precisa devolvê-los no fim do ano letivo. A mudança permitirá a melhora do processo de avaliação durante a execução do programa.

Projetos – Outro avanço é que os professores da educação infantil e de educação física passarão a compor o PNLD, recebendo livros pela primeira vez. Também serão criados livros de projetos integradores para auxiliar os professores e alunos a trabalharem os componentes curriculares de forma integrada.

Além de prover as escolas públicas com livros didáticos e acervos de obras literárias, obras complementares e dicionários para as escolas públicas de educação básica das redes de ensino federal, estaduais, municipais e do Distrito Federal, o novo PNLD também distribuirá softwares e jogos educacionais, bem como outros materiais de apoio à prática pedagógica.

De 2019 em diante, o programa será executado em ciclos de quatro anos e não mais de três. Com isso, do ponto de vista orçamentário, a escala da compra por um período maior oferece mais economia. A reposição para um ciclo maior está sendo estudada pelo MEC junto ao Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Mais informações estão disponíveis no portal do MEC.

Programa Meu Primeiro Negócio vai incentivar empreendedorismo em alunos da rede estadual


Edital aberto pelo Governo de Minas Gerais recebe inscrições de escolas do ensino médio de todo o estado. Interessados têm até o dia 4 de agosto para participar

image001

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes), e em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEE), abriu edital para selecionar escolas da rede estadual de ensino para participar do programa Meu Primeiro Negócio. O programa tem como finalidade promover a cultura empreendedora entre estudantes do ensino médio, através de experiências práticas em negócios, economia, gestão e operacionalização de empresas, preparando os jovens para ingressar no mercado de trabalho.

As escolas interessadas têm até o dia 4 de agosto para se inscrever, por meio de formulário eletrônico disponível neste endereço: www.meuprimeironegocio.mg.gov.br. Todas as informações sobre o programa, assim como os municípios aptos a receber inscrições e os critérios de seleção das escolas beneficiadas estão disponíveis no edital, sob responsabilidade da Sedectes.

Serão selecionadas até 62 escolas da rede estadual, que tenham interesse em executar, como atividade extracurricular, no contraturno escolar, as ações de formação empreendedora. Além disso, as 58 escolas Polos de Educação Múltipla (Polem), iniciativa que será lançada no próximo mês pela SEE, também vão oferecer o programa Meu Primeiro Negócio, totalizando 120 unidades. Ao longo de 12 semanas, monitores (das áreas de marketing, finanças, recursos humanos e produção) e estudantes se encontrarão semanalmente por 3h30min para aprender conceitos como livre iniciativa, mercado, produção e comercialização.

Para a superintendente de Desenvolvimento do Ensino Médio da SEE, Cecília Resende, o programa é uma importante ferramenta para capacitar e amadurecer o jovem para o mercado de trabalho. “Essa perspectiva de se criar uma mini empresa júnior dentro das escolas, induz o espírito empreendedor no estudante. Após a capacitação, os alunos terão oportunidade de expor as empresas que criaram e os seus produtos, e claro, vender o seu peixe”, comenta. Cecília também reiterou que cada escola terá um professor de educação básica designado para atuar como responsável pelo programa na unidade.

Metodologia

Criado em parceria com a organização Junior Achievement, o programa Meu Primeiro Negócio tem como base a metodologia adotada no Programa Miniempresa, que proporciona uma experiência prática em negócios através da organização e da operação de uma empresa, com interação entre conteúdos teóricos e práticos. Os estudantes vão passar pela idealização e operacionalização do negócio, além da etapa de encerramento.

Durante o programa, os projetos também serão expostos na Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia (Finit), entre outubro e novembro de 2017. Os alunos que se destacarem em suas escolas poderão ser selecionados, ao final, para receberem apoio e mentorias, a fim de darem continuidade ao empreendimento.

O resultado da seleção das escolas inscritas será divulgado a partir do dia 25 de agosto e o início das aulas está previsto para o dia 01 de setembro.

Por Eric Abreu (ACS/SEEMG)

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br

Abertas inscrições para designação nas 44 escolas de Ensino Médio Integral e Integrado de Minas Gerais


Parte flexível do currículo contempla áreas de conhecimento científico, experiências pessoais e outras atividades que enriqueçam a formação

A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE) publicou Instrução Complementar à Resolução nº 3.205 (clique AQUI e retificação de cronograma AQUI), que define os critérios para a inscrição e a classificação de candidatos à designação de professor para a parte flexível do currículo das 44 escolas de Ensino Médio Integral e Integrado. As escolas ofertarão o Ensino Médio Integral e Integrado em Minas Gerais a partir do próximo 1º de agosto. As inscrições vão até 21 de julho.

Os candidatos interessados em lecionar e que preencherem os requisitos necessários já podem se inscrever, gratuitamente, para concorrer a uma das vagas de designação. Para fazer a inscrição, o candidato deverá consultar a listagem das Escolas Estaduais que ofertam o ensino médio integral e integrado. Confira AQUI.

Após ler atentamente a orientação com as informações sobre o processo, o candidato interessado deverá preencher o “Formulário de Inscrição” disponível nas escolas e entregá-lo, pessoalmente, na unidade estadual, além de apresentar documentos comprobatórios de experiência em uma das seguintes áreas de integração curricular: Cultura, Artes e Cidadania; Múltiplas Linguagens, Comunicação e Mídias; e Pesquisa e Inovação Tecnológica. No ato da designação, o candidato deverá comprovar todas as informações da inscrição.

As listagens classificatórias serão divulgadas na própria escola onde o candidato se inscreveu. As Superintendências Regionais de Ensino (SREs) disponibilizarão as listagens classificatórias das escolas estaduais sob sua circunscrição.
O Ensino Médio Integral e Integrado será implantado de forma progressiva, inicialmente para alunos do 1º ano do ensino médio. Nesta primeira etapa, irá atender diversas regiões do estado e foram distribuídas entre várias Superintendências Regionais de Ensino. 9.640 estudantes de 44 escolas selecionadas serão beneficiados.

A proposta pedagógica das escolas estaduais de educação em tempo integral no Ensino Médio tem por base a ampliação da jornada escolar – com 9 horários diários, que representam 45 horas-aula semanais – e a formação dos estudantes tanto nos aspectos cognitivos quanto nos socioeconômicos. O currículo será constituído de duas partes – formação básica, que compreende as temáticas de cada área do conhecimento indicadas na Base Nacional Comum Curricular; e flexível, que é composta por campos de integração, que devem proporcionar ao jovem a interlocução entre as áreas de conhecimento da Base Comum, os conhecimentos científicos, suas experiências pessoais e outras atividades que enriqueçam a sua formação e atuação/intervenção na sociedade.

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br (editado)

Programa Meu Primeiro Negócio vai incentivar empreendedorismo em alunos da rede estadual


Edital aberto pelo Governo de Minas Gerais recebe inscrições de escolas do ensino médio de todo o estado. Interessados têm até o dia 4 de agosto para participar

image001

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes), e em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEE), abriu edital para selecionar escolas da rede estadual de ensino para participar do programa Meu Primeiro Negócio. O programa tem como finalidade promover a cultura empreendedora entre estudantes do ensino médio, através de experiências práticas em negócios, economia, gestão e operacionalização de empresas, preparando os jovens para ingressar no mercado de trabalho.

As escolas interessadas têm até o dia 4 de agosto para se inscrever, por meio de formulário eletrônico disponível neste endereço: www.meuprimeironegocio.mg.gov.br. Todas as informações sobre o programa, assim como os municípios aptos a receber inscrições e os critérios de seleção das escolas beneficiadas estão disponíveis no edital, sob responsabilidade da Sedectes.

Serão selecionadas até 62 escolas da rede estadual, que tenham interesse em executar, como atividade extracurricular, no contraturno escolar, as ações de formação empreendedora. Além disso, as 58 escolas Polos de Educação Múltipla (Polem), iniciativa que será lançada no próximo mês pela SEE, também vão oferecer o programa Meu Primeiro Negócio, totalizando 120 unidades. Ao longo de 12 semanas, monitores (das áreas de marketing, finanças, recursos humanos e produção) e estudantes se encontrarão semanalmente por 3h30min para aprender conceitos como livre iniciativa, mercado, produção e comercialização.

Para a superintendente de Desenvolvimento do Ensino Médio da SEE, Cecília Resende, o programa é uma importante ferramenta para capacitar e amadurecer o jovem para o mercado de trabalho. “Essa perspectiva de se criar uma mini empresa júnior dentro das escolas, induz o espírito empreendedor no estudante. Após a capacitação, os alunos terão oportunidade de expor as empresas que criaram e os seus produtos, e claro, vender o seu peixe”, comenta. Cecília também reiterou que cada escola terá um professor de educação básica designado para atuar como responsável pelo programa na unidade.

Metodologia

Criado em parceria com a organização Junior Achievement, o programa Meu Primeiro Negócio tem como base a metodologia adotada no Programa Miniempresa, que proporciona uma experiência prática em negócios através da organização e da operação de uma empresa, com interação entre conteúdos teóricos e práticos. Os estudantes vão passar pela idealização e operacionalização do negócio, além da etapa de encerramento.

Durante o programa, os projetos também serão expostos na Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia (Finit), entre outubro e novembro de 2017. Os alunos que se destacarem em suas escolas poderão ser selecionados, ao final, para receberem apoio e mentorias, a fim de darem continuidade ao empreendimento.

O resultado da seleção das escolas inscritas será divulgado a partir do dia 25 de agosto e o início das aulas está previsto para o dia 01 de setembro.

Por Eric Abreu (ACS/SEEMG)

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br

MEDIOTEC – INSTITUIÇÕES PRIVADAS


Inscrições para os cursos técnicos gratuitos pelo MedioTec/Pronatec terminam hoje (17/07)

Os estudantes do ensino médio interessados em ingressar em um curso técnico gratuito pelo Mediotec/Pronatec podem se inscrever até HOJE, dia 17 de julho, para o processo seletivo. O edital oferta 791 vagas em instituições privadas de ensino, nos municípios de Belo Horizonte, Betim, Congonhas, Iturama, Montes Claros, Paracatu, Patos de Minas e Timóteo. O programa é direcionado a alunos devidamente matriculados no ensino médio na rede pública de ensino.

Para se inscrever os candidatos devem ler atentamente o edital e preencher o formulário disponível neste link. As inscrições são gratuitas e as aulas devem acontecer de forma concomitante ao ensino médio regular. O candidato que não possuir acesso à Internet poderá realizar sua inscrição em computadores disponibilizados pelas unidades de ensino ofertantes.

São ofertados cursos técnicos em Enfermagem, Mineração, Açúcar a Álcool, Eletrônica, Edificações, Eletromecânica, Química, Saúde Bucal, Segurança do Trabalho, Eletrotécnica e Mecânica. Entre as 791 vagas ofertadas, 65% serão destinadas a jovens oriundos de famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família, matriculados no Ensino Médio; 10% destinadas aos jovens com deficiências e para aqueles em medidas protetivas e socioeducativas; e 25% destinadas à ampla concorrência.
Continuar lendo MEDIOTEC – INSTITUIÇÕES PRIVADAS

SEE publica resolução que institui a Rede Estadual de Educação Profissional


A REDE tem por finalidade ampliar a oferta pública de cursos de educação profissional

A Secretaria de Estado de Educação (SEE) de Minas Gerais publicou no Diário Oficial de Minas Gerais a Resolução nº 3.435, que institui a Rede Estadual de Educação Profissional (REDE). Divulgada no dia 23 de junho de 2017, a resolução estabelece que a REDE tem por finalidade ampliar a oferta pública de cursos de educação profissional que contribuem para a inclusão sócio-produtiva, a melhoria da renda, a geração de oportunidades de trabalho e emprego, atendendo às demandas das comunidades e dos arranjos produtivos locais.

“A ampliação da Rede de Educação Profissional é um orgulho para a SEE e para a Superintendência de Desenvolvimento do Ensino Médio. No ano passado, conseguimos atender mais de 20 mil estudantes e, em agosto deste ano, vamos alcançar quase 40 mil vagas. Além do número de vagas, aumentamos o de escolas participantes, de turmas ofertadas nas escolas que já integravam a REDE e, também, o de cursos ministrados”, destaca Cecília Resende, superintendente de Desenvolvimento do Ensino Médio da SEE.
De acordo com a resolução, integram a REDE, como ofertantes de educação profissional pelo sistema estadual de ensino, as escolas estaduais vinculadas à SEE; a Escola Técnica de Saúde do Centro de Educação Profissional e Tecnológica da Universidade de Montes Claros (UNIMONTES); a Fundação de Educação para o Trabalho de Minas Gerais (UTRAMIG); e a Escola Estadual Sandoval Soares de Azevedo da Fundação Helena Antipoff.

MASSOTERACAPTURA
Massoterapia, ofertado no Instituto São Rafael, é um cursos técnicos que integram a REDE. Foto: Elian Oliveira (ACS/SEEMG)

Continuar lendo SEE publica resolução que institui a Rede Estadual de Educação Profissional

Abertas inscrições para designação em Educação Profissional Técnica de Nível Médio


A REDE vai iniciar, no próximo semestre, 988 novas turmas de cursos técnicos, com 39.520 vagas em todas as SREs

A Secretaria de Estado de Educação (SEE) publicou, no último sábado (01/07), no Diário Oficial Minas Gerais, a Resolução nº 3.511 (clique AQUI), que define os critérios para a inscrição e classificação de candidatos a designação de professor da Educação Básica para o Ensino Profissional Técnico de Nível Médio. As novas turmas da Rede Estadual de Educação Profissional (REDE) terão início em agosto e os interessados em lecionar nesta modalidade e que preencherem os requisitos necessários já podem se inscrever, gratuitamente, para concorrer a uma das vagas de designação.

Após ler atentamente a resolução com as informações e orientações sobre o processo, o candidato interessado deverá preencher o “Formulário de Inscrição” disponível nas escolas e entregá-lo, pessoalmente, na escola estadual que ofertará o curso de seu interesse. Os interessados poderão fazer tantas inscrições quantas forem de seu interesse, em municípios e escolas distintas.

As listagens classificatórias serão divulgadas na própria escola onde o candidato se inscreveu. As Superintendências Regionais de Ensino (SREs) disponibilizarão as listagens classificatórias das escolas estaduais sob sua circunscrição. No ato da designação, o candidato deverá comprovar todas as informações da inscrição e idade mínima de 18 anos.

A atual designação atende aos cursos técnicos em Recursos Humanos, Administração, Logística, Informática, Informática para a Internet, Secretariado, Enfermagem, Agente Comunitário de Saúde, Serviços Públicos, Secretaria Escolar, Transações Imobiliárias, Guia de Turismo, Hospedagem, Marketing, Refrigeração e Climatização, Cooperativismo, Eletroeletrônica, Eletrônica, Eletromecânica, Agricultura, Artes Circenses, Instrumento Musical, Massoterapia, Multimeios Didáticos.

A REDE

A REDE está ofertando, para o próximo semestre, 39.520 vagas, em 988 turmas, de 213 escolas, para estudantes do Ensino Médio da rede pública, da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e às pessoas que já concluíram os estudos em qualquer rede de ensino nas 47 SREs.

No ano passado, a SEE disponibilizou 20 mil vagas em 112 escolas. “Ampliamos o número de escolas, e o leque de cursos oferecidos, além dos eixos de aprendizagem”, explicou a Superintendente de Desenvolvimento do Ensino Médio, da SEE, Cecília Resende. A meta do governador Fernando Pimentel é que, em 2018, esse número chegue a 45 mil alunos, em 300 instituições de ensino.

fonte: http://www.educacao.mg.gov.br

Estudantes já podem conferir resultado do processo seletivo de Minas Gerais


Nesta edição, foram ofertadas mais de 16.700 vagas, distribuídas em 42 tipos de cursos técnicos; na Superintendência Regional de Ensino de Coronel Fabriciano são 5 cursos técnicos em 4 escolas estaduais

A Secretaria de Estado de Educação (SEE) torna pública a lista dos candidatos inscritos no processo seletivo para vagas gratuitas em cursos técnicos ofertados no âmbito do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC), por meio da ação MEDIOTEC, do Ministério da Educação (MEC).

Os estudantes do Ensino Médio da rede estadual de ensino que concorreram podem conferir o resultado da seleção aqui. Já para os candidatos desclassificados, a lista está disponível neste link. O processo seletivo ocorreu por meio de sorteio público realizado no dia 22 de junho, no Órgão Central da Secretaria de Estado de Educação. O sorteio definiu, aleatoriamente, um número de classificação para cada um dos candidatos inscritos.

…………………………………………………………………

Na Superintendência Regional de Ensino de Coronel Fabriciano, serão ofertados cursos em 4 escolas:

EE Geraldo Gomes Ribeiro (Ipatinga) – Técnico em Recursos Humanos, Informática e Logística

EE Manoel Izídio (Ipatinga) – Técnico em Secretariado e Administração

EE Antônio Silva ( Timóteo) – Técnico em Recursos Humanos

EE João Cotta de Figueiredo Barcelos (Timóteo) – Técnico em Administração

………………………………………………………………..

Em conformidade com o Edital DIEP/SB/SEE Nº 01 e sua retificação, foram observados, para a distribuição das vagas, os seguintes percentuais destinados para cada grupo de cotas:

Cota 1: 10% das vagas aos jovens com deficiências e para aqueles em medidas protetivas e socioeducativas.

Cota Bolsa Família: 65% das vagas aos beneficiários do Programa Bolsa Família.

Ampla concorrência: 25% das vagas.

Os candidatos classificados deverão comprovar todas as informações prestadas no formulário de inscrição e entregar os documentos no ato da matrícula. Em caso de não comprovação, o candidato perderá o direito à vaga e será observada a ordem numérica de classificação do sorteio para convocação do próximo excedente.

A data da matrícula será informada pela Instituição ofertante do curso e enviada para o e-mail informado pelo candidato no momento da inscrição. As dúvidas sobre o curso, data de início e procedimentos da matrícula deverão ser encaminhadas para a própria instituição de ensino ofertante.

As dúvidas do processo seletivo poderão ser encaminhadas para o e-mail inscricacaomediotec@educacao.mg.gov.br.

Cursos

Nesta edição, foram ofertadas mais de 16.700 vagas, distribuídas em 42 tipos de cursos técnicos, como Mecânica, Modelagem de Vestuário, Logística, Enfermagem, Telecomunicações, Eletrotécnica, Confeitaria. A capacitação abrange 178 municípios do Estado e será realizada em 78 unidades de ensino, sendo 38 escolas da rede estadual, a Fundação de Educação para o Trabalho de Minas Gerais (Utramig), a Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), Institutos Federais e a Universidade Federal de Viçosa (UFV). A lista com os cursos, vagas, instituição responsável e municípios pode ser conferida aqui.

Por William Campos Viegas (ACS/SEEMG)

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br (editado)

ESCOLA DE TIMÓTEO PUBLICA EDITAL DE VAGAS PARA OS CURSOS TÉCNICOS DA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE MINAS GERAIS


Estão sendo ofertadas 320 vagas para os cursos técnicos em Administração, Marketing e Logística; as aulas serão iniciadas em agosto 

Confira o edital:

EDITAL – EE PROFESSORA ANA LETRO STAACKS – REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL 2017

Evasão no ensino médio supera 12%, revela pesquisa inédita


A maior taxa de evasão revelada pelo Censo Escolar entre 2014 e 2015 foi de 12,7% dos alunos matriculados na primeira série do ensino médio, seguida por 12,1% dos matriculados na segunda série. A terceira maior taxa de evasão é no nono ano ensino fundamental, que registrou 7,7%. Os números fazem parte dos indicadores de fluxo escolar na educação básica, divulgados pela primeira vez pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), nesta terça-feira, 20.

A terceira série do ensino médio teve 6,7% de evasão, que chegou a 11% do total de alunos nessa etapa de ensino. A metodologia que tornou possível esse levantamento, feito a partir do acompanhamento longitudinal da trajetória dos estudantes, completa 10 anos, e os resultados foram apresentados durante o seminário 10 Anos de metodologia de coleta de dados individualizada dos censos educacionais, realizado pelo Inep.

Os números inéditos representam um grande avanço no monitoramento da educação e na condução das políticas públicas e só são possíveis a partir da coleta de dados individualizados, adotada pelo Censo Escolar desde 2007, e que permitiram um acompanhamento do estudante ao longo de sua trajetória escolar. Uma das principais contribuições é a possibilidade de acompanhar os indicadores de todo o território nacional.

A série histórica revela, em todas as etapas de ensino, uma queda progressiva na evasão escolar de 2007 a 2013, mas o comportamento se altera em 2014, quando as taxas aumentam. A evasão é maior nas escolas rurais, em todas as etapas de ensino. O estado do Pará tem a mais alta taxa de evasão em todas as etapas de ensino, chegando a 16% no ensino médio.

Migração – A migração para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) é mais expressiva ao final do ensino fundamental, quando chega a 3,2% e 3,1%, no sétimo e oitavo anos, respectivamente. Em relação à rede de ensino, a migração é maior na rede municipal dos anos finais do ensino fundamental, quando alcança uma taxa de 3,8%. Já no ensino médio, a migração é mais expressiva na rede estadual de ensino, com 2,2%.

Já os indicadores de promoção e repetência não são inéditos, mas pela primeira vez são divulgados com detalhamento para todo o território nacional. É possível, por exemplo, observar as taxas de cada unidade da Federação e município. Entre 2014 e 2015, a repetência na primeira série do ensino médio chega a 15,2%. O índice também é alto no sexto ano do ensino fundamental, com taxas de 14,1% de repetência.

Rendimento – Os indicadores de rendimento se referem à situação final do aluno ao final de um período letivo declarada no Censo Escolar, podendo o mesmo ser aprovado, reprovados ou ter abandonado a escola durante aquele ano letivo. Já os indicadores de fluxo escolar avaliam a transição do aluno entre dois anos consecutivos considerando os seguintes cenários possíveis: promoção, repetência, migração para EJA e evasão escolar.

O Seminário 10 Anos da Metodologia de Coleta de Dados Individualizados dos Censos Educacionais faz parte das comemorações dos 80 anos de fundação do Inep e será encerrado nesta quarta-feira, 21, em Brasília.  A programação envolve debates sobre os ganhos informacionais com a mudança da metodologia de coleta de dados, a potencialidade de uso das bases de dados estatísticos e os desafios futuros.

Nesta quarta-feira, 21, o Inep reapresentará os indicadores de trajetória do discente da educação superior, divulgados no Censo da Educação Superior 2015, além de divulgar dados inéditos sobre a remuneração média dos docentes da educação básica.

Assessoria de Comunicação Social do MEC

Escolas já podem se inscrever para visitar a SBPC Jovem 2017


Evento científico para jovens estudantes dos ensinos fundamental e médio ocorrerá entre os dias 17 a 22 de julho, no Campus Pampulha da UFMG

sbpc

Já estão abertas as inscrições de escolas e grupos que desejam visitar a SBPC Jovem, evento realizado paralelamente à 69ª Reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que acontece entre 17 a 22 de julho, no Campus Pampulha da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A atividade constitui de eventos lúdicos e interativos e tem como objetivo propiciar o contato de estudantes dos Ensinos Fundamental e Médio com o conhecimento científico, com pesquisadores e com experimentos, além de estimular desenvolvimento da criatividade e da capacidade inventiva e investigativa nos jovens. As instituições de ensino interessadas em participar do evento podem se inscrever aqui.

Nesta edição, a SBPC Jovem contará com mais de 30 atividades interativas na Tenda Jovem, um espaço coberto com cerca de 2.000 m² que ficará localizado na região central do Campus Pampulha, em frente ao prédio da Faculdade de Ciências Econômicas. As atividades ocorrerão diariamente, de 8h às 18h, entre 17 e 21 de julho, e de 9h às 17h no sábado, dia 22.  Neste dia, acontecerá o Dia da Família na Ciência, com programação voltada para a interação com a comunidade, estimulando os jovens a trazerem familiares e amigos, mostrando que a ciência faz parte do cotidiano das pessoas.

Gratuita e aberta ao público, a programação – que pode ser conferida aqui – também inclui estandes, exposições interativas, visitas mediadas, oficinas, além da presença de centros de ciências itinerantes, como o Museu Itinerante Ponto UFMG. Não é necessário fazer inscrição para participar dessas atividades.

Outro destaque da SBPC Jovem é a realização da 18ª UFMG Jovem, evento científico da UFMG que completa 18 anos e terá como tema Transformações e Maioridade. O embrião da UFMG Jovem foi concebido em 1997, durante a SBPC Jovem, realizada no campus da Pampulha. O evento, que fez parte da 49ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, dirigiu-se especialmente a estudantes da educação básica e média e, à época, teve como uma das fundadoras a professora Beatriz Alvarenga, do Departamento de Física. Em 26 de fevereiro de 1999, após um ano de planejamento, a UFMG Jovem estreou no campus Pampulha.

Mais informações pelo e-mail sbpcjovem@ufmg.br, pelos telefones (31) 3409-4068 e 3409-4428 e ainda pelo facebook.com/sbpcjovem2017.

Por William Campos Viegas (ACS/SEEMG), com informações da assessoria da UFMG

Inscrições para cursos técnicos pelo Pronatec terminam no dia 19


São mais 16 mil vagas destinadas a estudantes do ensino médio da rede pública de Minas Gerais

MEDIOTEC

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), por meio do MedioTec, recebe, até às 23h59min, do dia 19 de junho, próxima segunda-feira, inscrições de estudantes do Ensino Médio para cursos técnicos gratuitos em diversas áreas. São, no total, 16.785 vagas disponíveis e os cursos – nas modalidades presencial e a distância – iniciarão no segundo semestre de 2017.

Podem concorrer estudantes regularmente matriculados no Ensino Médio, em escolas da rede pública de ensino de Minas Gerais. Os interessados devem ler, atentamente, todas as informações do edital – acesse-o aqui – e, em seguida, preencher o formulário de inscrição disponível aqui.

Nesta edição, são ofertados 42 tipos de cursos técnicos, com o período de duração variando de 1 ano a 1 ano e meio. A capacitação abrange 178 municípios do Estado e será realizada em 78 unidades de ensino, sendo 38 escolas da rede estadual, a Fundação de Educação para o Trabalho de Minas Gerais (Utramig), a Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), Institutos Federais e a Universidade Federal de Viçosa (UFV). A lista com os cursos, vagas, modalidade, instituição responsável e municípios pode ser conferida no ANEXO I do edital.

O processo seletivo se dará por meio de sorteio público, a ser realizado às 14 horas do dia 22 de junho, na Secretaria de Estado de Educação, na Cidade Administrativa. Em conformidade com as informações prestadas pelos candidatos no momento da inscrição, a seleção obedecerá aos seguintes critérios:

– 10% das vagas destinadas aos jovens com deficiências e para aqueles em medidas protetivas e socioeducativas;

– 65% das vagas destinadas aos jovens oriundos de famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família matriculados no Ensino Médio;

– 25% das vagas destinada à ampla concorrência.

O resultado está previsto para o dia 27 de junho deste ano e será divulgado na página da SEE e nas unidades de ensino escolhidas pelos estudantes na inscrição.

Os selecionados dentro do número de vagas disponibilizado deverão matricular-se na instituição de ensino que ofertará o curso para o qual se inscreveu. O período de matrícula, a documentação necessária e a data de início das aulas serão informados pela própria unidade de ensino.

Para comprovar as informações prestadas na inscrição, o candidato deverá apresentar, no momento da matrícula, os seguintes documentos: original e cópia do CPF e da carteira de identidade; comprovante de residência e de escolaridade.

O estudante classificado como excedente poderá continuar a concorrer, em segunda chamada, conforme convocação realizada pela unidade de ensino ofertante e obedecida a ordem de classificação.

Cursos na Superintendência Regional de Ensino de Coronel Fabriciano

São quatro escolas que ofertarão vagas para o 2º semestre:

Escola Estadual Manoel Izídio (Ipatinga): Técnico em Secretariado e Técnico em Administração

Escola Estadual Geraldo Gomes Ribeiro (Ipatinga): Técnico em Recursos Humanos, Técnico em Informática e Técnico em Logística

Escola Estadual João Cotta de Figueiredo Barcelos (Timóteo): Técnico em Administração

Escola Estadual Antônio Silva (Timóteo): Técnico em Recursos Humanos

…………………………………………………………………………………………

Por William Campos Viegas (ACS/SEEMG)

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br (editado)

Mostra das profissões da UFMG recebe inscrições de escolas


Evento orienta futuros estudantes universitários em suas escolhas profissionais e apresenta cursos de graduação da UFMG

MOSTRA DE PROFISSOES

Escolas de Ensino Médio já podem se inscrever para participar da Mostra das Profissões da Universidade Federal de Minas Gerais. Aberto a estudantes e professores do Ensino Médio, cursos pré-vestibulares, supletivos e demais interessados, o evento vai acontecer no dia 16 de setembro, das 9h às 17h, no campus Pampulha da Universidade.

Para garantir a presença de suas turmas, as escolas podem se inscrever, gratuitamente, aqui. Interessados sem vínculo com as instituições de ensino também podem garantir presença pelo site do evento.

Na Mostra, o participante poderá assistir a palestras sobre os cursos e visitar as salas interativas dos cursos de graduação, nas quais poderá tirar dúvidas e conhecer mais cada formação.

Sobre a Mostra

Realizada desde 2004, a Mostra das Profissões tem como objetivo orientar futuros estudantes universitários em suas escolhas profissionais e apresentar as possibilidades ofertadas pela UFMG à comunidade universitária. Com a adesão da Universidade ao ENEM, em 2011, o evento passou a acontecer no formato virtual, para que pudesse atingir um público ainda maior que as edições anteriores. Em 2014, a Mostra voltou a acontecer também no formato presencial.

Aplicativo

O aplicativo Mostra UFMG utiliza os sistemas operacionais IOS e Android e pode ser baixado no Google Play e na Apple Store. No aplicativo, o visitante poderá ter acesso à programação da Mostra das Profissões, que inclui a localização das salas interativas e horário das palestras por curso. Também terá disponível o mapa do Campus Pampulha e poderá avaliar as salas interativas, além de acessar as informações e vídeos dos cursos de graduação da Universidade.

Mais informações pelo site do evento, Facebook da Mostra, pelos telefones (031) 3409-6472/4562 ou e-mail eventos@prograd.ufmg.br.

(Com Assessoria de Comunicação da Pró-reitoria de Graduação da UFMG)