Arquivo da tag: NOTÍCIA

Resultados preliminares do Saeb 2017 já podem ser acessados pelos diretores escolares


O Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2017 teve seus resultados preliminares disponibilizados para diretores escolares. Nessa etapa da divulgação, as escolas que participaram e que cumpriram os critérios estabelecidos pela Portaria Inep nº 447/2017terão a oportunidade de conhecer os seus resultados preliminares e  interpor recursos caso não estejam de acordo. Apenas os diretores escolares terão acesso ao sistema de resultados preliminares e mediante cadastro no sistema. Os resultados preliminares estarão disponíveis até 13h59 (Horário de Brasília-DF) de 27 de junho.

Já os resultados finais estão previstos para agosto de 2018. Apenas as escolas e as redes de ensino que cumprirem os critérios estabelecidos pela mesma portaria terão acesso aos seus resultados finais por meio do Boletim da Escola e do Painel Educacional. Todo o conteúdo poderá ser acessado pelo Portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Em 2017, cerca de 73 mil escolas participaram do Saeb. A novidade da edição foi a participação, de modo censitário, dos estudantes da 3ª série do Ensino Médio de escolas públicas. As escolas privadas também tiveram a oportunidade de serem avaliadas, mediante adesão. O relatório do SAEB 2017 com informações e dados dos testes e questionários aplicados está previsto para ser divulgado em dezembro deste ano.

Saeb – O Sistema de Avaliação da Educação Básica é realizado periodicamente pelo Inep avaliar a qualidade da educação ofertada no país, oferecendo subsídios para a elaboração, o monitoramento e o aprimoramento de políticas educacionais baseadas em evidências.

Clique aqui para acessar os resultados preliminares

Fonte: INEP (editado)

Anúncios

Último mês de inscrições para a 5ª edição do Prêmio Respostas para o Amanhã


banner_rpa_ultimo_mes (2)

Prêmio Respostas para o Amanhã, uma iniciativa da Samsung com coordenação geral do CENPEC – Centro de Estudos e Pesquisa em Educação, Cultura e Ação Comunitária, tem o apoio da UNESCO, Reduca, OEI, Consed e outras instituições comprometidas com a educação de qualidade para todas as crianças, adolescentes e jovens brasileiros.

A proposta é estimular e difundir projetos desenvolvidos por alunos do Ensino Médio da rede pública de ensino, sob coordenação de um professor das áreas das Ciências da Natureza e da Matemática, acessando os conteúdos curriculares na busca de soluções capazes de resolver os problemas identificados nas comunidades onde vivem.

Realizado desde 2014 em vários países da América Latina, o Prêmio Respostas para o Amanhã já mobilizou mais de 106 mil estudantes, 7.300 professores de cerca de 3.321 escolas de todo o Brasil.

Sua proposta pedagógica tem enfatizado a importância de trabalhar o conceito da sustentabilidade na escola; o desenvolvimento da pesquisa no campo científico, articulando conteúdos curriculares com as questões cotidianas, teoria e prática; e o engajamento das turmas em sua totalidade, valorizando o trabalho colaborativo e em coautoria com toda a classe e articulando escola e comunidade.

Nesta edição, temos algumas novidades em relação à premiação dos projetos vencedores:

• Entrega de 1 (um) notebook e um Selo Digital de Vencedor Regional para as respectivas escolas vencedoras regionais; 
• Ampliação da visibilidade dos projetos Vencedores Regionais com a inclusão dos 25 vídeos concorrentes na votação pelo Júri Popular e dos relatos de prática dos Vencedores Regionais de 2018 em um e-book, a ser disponibilizado no site do Prêmio;
• Premiação dos 5 (cinco) projetos Vencedores pelo Júri Popular com 01 (um) troféu pelo título de “Projeto Vencedor pelo Júri Popular”, destinados às Instituições de Ensino a que pertencem os Professores e Alunos e um Selo Digital como Vencedor pelo Júri Popular;
• Valorização dos 3 (três) projetos Vencedores Nacionais com a maior premiação: um Intercâmbio Científico – Cultural de 03 (três) dias para os professores e alunos responsáveis dos Projetos a ser realizada na Cidade de São Paulo, no mês de outubro de 2018 e um Selo Digital de Vencedor Nacional.

As inscrições vão até o dia 25 de junho e devem ser feitas pelos professores através do site do Prêmio Respostas para o Amanhã (www.respostasparaoamanha.com.br).

(Divulgação Cenpec)

Disponível em: http://www.abc.org.br

SRE DE CORONEL FABRICIANO LANÇA CONCURSO LITERÁRIO INSPIRADO NO MOVIMENTO MAIO AMARELO


Podem participar estudantes das escolas das redes pública e privada da regional

Com o tema Segurança no Trânsito. Todos somos responsáveis!”, a Superintendência Regional de Ensino de Coronel Fabriciano promove o Concurso de frases, poemas, notícias, produções de textos dissertativos, crônicas e memórias, envolvendo estudantes do Ensino Fundamental, Ensino Médio, Cursos Profissionalizantes e EJA, abrangendo as escolas públicas e privadas da jurisdição.

Pautado no Movimento Maio Amarelo o Concurso tem o objetivo de trabalhar a concepção de trânsito muito além do mero conhecimento de leis e regras, mas proporcionar aos estudantes momentos de análise reflexiva sobre a realidade. Estimulando o exercício da cidadania, da ética e da democracia, possibilita-se que as mudanças de postura se concretizem e resultem num trânsito mais seguro e humanizado, contribuindo para a preservação da vida.

Poderão participar estudantes do Ensino Fundamental (1º ao 9º ano de escolaridade), Ensino Médio, Cursos Profissionalizantes e EJA, abrangendo as escolas das redes pública e privada da regional, orientados por um professor de Língua Portuguesa (Professor Orientador), de acordo com as categorias:

a) Categoria I – Estudantes do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental (Frase).

b) Categoria II – Estudantes do 4º e 5º anos do Ensino Fundamental (Poema).

c) Categoria III – Estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental (Notícia).

d) Categoria IV – Estudantes do Ensino Médio – 1º ao 3º ano (Texto Dissertativo).

e) Categoria V – Estudantes de Cursos Profissionalizantes: Rede Estadual de Educação Profissional (REDE), Mediotec, Pronatec e Curso Normal – Professor de Educação Infantil (Crônica).

f) Categoria VI – Estudantes da Educação de Jovens e Adultos do Ensino Fundamental e Ensino Médio – EJA (Memória).

Cada Instituição de Ensino poderá enviar somente 01 (um) trabalho por modalidade, de acordo com o tema estabelecido. Os trabalhos selecionados deverão ser protocolados na SRE de Coronel Fabriciano até o dia 17 de julho.

Confira o Regulamento na íntegra:

CONCURSO “Segurança No Trânsito. Todos somos responsáveis!”

 

Exame Nacional do Ensino Médio abre inscrições estreando novo formato para a edição de 2018


Após um prejuízo de R$ 962 milhões, nas últimas cinco edições, por causa de ausência de participantes, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 abriu suas inscrições nesta segunda-feira, 7, estreando novo formato. A 20ª edição do Enem, com provas marcadas para 4 e 11 de novembro, consolida uma série de melhorias implementadas pelo Ministério da Educação e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para frear o desperdício do dinheiro público e aumentar a segurança. Desde meados de 2016, estudos e planejamento permitiram fazer um exame mais barato e ainda mais seguro.

O ministro da Educação, Rossieli Soares, destacou que o Enem 2018 tem uma série de novidades, entre elas um processo de inscrição prévia para os candidatos que desejam manter a isenção, com a necessidade daqueles que faltaram ao exame passado justificarem a sua falta. “Isso é muito importante, pois nós temos quase R$ 1 bilhão desperdiçados quando reunimos as últimas cinco edições do Enem”, explicou o ministro. “É importante que o Brasil avance na responsabilidade desse processo para que a gente gere economia e aplique esse recurso em outras áreas da educação.”

Enquanto o período de inscrições vai até as 23h59 (horário de Brasília) de 18 de maio, o prazo para pagamento da taxa de inscrição é maior, terminando em 23 de maio. O pagamento da Guia de Recolhimento da União (GRU) pode ser feito por meio de instituições bancárias, agências dos Correios e casas lotéricas. Mesmo para os pagantes, o MEC segue subsidiando parte dos gastos. Em 2017, o custo do Enem por candidato fechou em R$ 87,54, enquanto o do Enem 2016 foi de R$ 90,64.

A inscrição posterior às solicitações de isenção e justificativas de ausência dá mais oportunidades a quem realmente tem direito à gratuidade, pois permite a criação de um período para interposição de recursos. Além disso, coíbe a reincidência dos ausentes. Ao todo, 3.361.468 pessoas já estão beneficiadas com a gratuidade, e os 88% de isenções aprovadas ao término do período de recursos revelam o sucesso da iniciativa inédita.

Este também é o Enem com a maior oportunidade de isenção, apresentando quatro perfis de beneficiados. Pela primeira vez, quem obteve nota mínima para certificação do ensino médio nas áreas para as quais se inscreveu no Encceja 2017 teve direito a não pagar. E mesmo aqueles que não têm direito à isenção podem se beneficiar de uma taxa de inscrição sem reajustes. O valor será o mesmo do ano passado: R$ 82. Todos os interessados em prestar o Enem 2018 devem se inscrever, incluídos aqueles que já solicitaram a isenção entre 2 e 15 de abril e os que entraram com recurso entre 23 e 29 de abril, independentemente do resultado.

A redução nos custos por participante é resultado de uma série de estudos e adequações do Inep visando à maior eficiência na gestão dos gastos. O dinheiro economizado, por sua vez, foi revertido na ampliação dos recursos de segurança, como a prova personalizada, o maior número de detectores de metal e a introdução dos detectores de ponto eletrônico, recursos que serão ampliados no Enem 2018. Também está mantida a parceria com a Polícia Federal, que já permitiu identificar e prender organizações criminosas e anular o resultado de participantes que fraudaram o Exame.

Em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira, na sede do MEC, em Brasília, foram apresentados os dados consolidados de solicitação de isenção e justificativa de ausência. Continuar lendo Exame Nacional do Ensino Médio abre inscrições estreando novo formato para a edição de 2018

Inscrições para a Obmep 2018 já estão abertas


Inscrição deve ser realizada pelas escolas, exclusivamente, pela internet

Os estudantes mineiros já podem se preparar para repetir o sucesso conquistado nos últimos anos na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). É que está aberto, até o dia 02 de abril, o período de inscrição para a 14ª edição da competição. A iniciativa é realizada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA).

Podem participar alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio de escolas municipais, estaduais, federais e privadas. A inscrição deve ser realizada pelas escolas, por meio do preenchimento da Ficha de Inscrição disponível exclusivamente na página da Obmep. No ano passado, 18,2 milhões de estudantes de 99,6% dos municípios brasileiros se inscreverem na Olimpíada, que, pela primeira vez, foi aberta também para os colégios particulares.

Foto: Divulgação IMPA

Foto: Divulgação IMPA

As provas serão aplicadas nos dias 5 de junho (1ª fase) e 15 de setembro (2ª fase). A divulgação dos vencedores também já tem data: 21 de novembro. Premiados com medalha de ouro, prata ou bronze garantem o ingresso em programas de iniciação científica.

Criada pelo IMPA em 2005 e realizada com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), a competição é promovida com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC) e integra as atividades do Biênio da Matemática Gomes de Sousa 2017-2018.

Minas no topo

Em 2017, os estudantes mineiros colocaram o estado no lugar mais alto do pódio da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Púbicas (Obmep) 2017. Minas Gerais foi o estado com o maior número de medalhas na competição, entre as escolas públicas. Foi a 11ª vez consecutiva que Minas Gerais ficou em primeiro lugar em número de alunos medalhistas. Ao todo, foram 1.448 medalhas, sendo 119 de ouro, 381 de prata e 948 de bronze. O segundo estado com mais premiações é São Paulo, com 94 de ouro, 274 de prata, 914 de bronze.

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br

Alimentação Escolar na rede estadual de ensino vai ganhar reforços em 2018


Novidades abrangem qualificação de equipes e aprimoramento das refeições

Novos e melhores cardápios e capacitação dos profissionais que lidam com a alimentação são as prioridades da Secretaria de Estado de Educação (SEE), por meio da Superintendência de Infraestrutura Escolar, para fomentar as políticas de alimentação escolar na rede estadual de ensino em 2018.

Para isso, a Diretoria de Suprimento Escolar, responsável por orientar e exigir o cumprimento do Plano Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), estabelecido pela legislação federal, vai intensificar o trabalho realizado em 2017, que resultou em importantes conquistas para a rede estadual: a contratação de 54 nutricionistas, uma para cada Superintendência Regional de Ensino (SRE) e sete para o órgão central da SEE; e a capacitação de mais de três mil diretores, vice-diretores e equipes administrativas e de mais 12 mil cantineiras, que representam 30% dos Auxiliares de Serviço da Educação Básica (ASBs) em Minas Gerais.

De acordo com a nutricionista e coordenadora do PNAE na SEE, Tatiane Guimarães Perri Maciel, em 2017 foram realizadas 2.584 visitas a escolas estaduais para a qualificação das equipes que lidam direta ou indiretamente com a alimentação escolar.

“Em vista do trabalho que realizamos no ano passado, acreditamos que em 2018 tende a ser muito melhor. As novas capacitações começarão a partir de março, já que os ASBs começam a trabalhar neste mês, em função dos processos de designação. Queremos treinar todos desde o início, para que possam desempenhar suas atividades com eficiência e qualidade durante todo o ano”, explicou Tatiane.

O acompanhamento das escolas pelas nutricionistas em cada SRE, de acordo com Tatiane, tem sido fundamental para mapear as realidades, dificuldades e as especificidades de cada território no que diz respeito à alimentação escolar.

“O trabalho destas profissionais tem nos mostrado, por exemplo, as dúvidas das cantineiras em relação às orientações e exigências da legislação, entre vários outros processos que são importantes para fazer uma análise de como tem funcionado a alimentação escolar no Estado como um todo”, afirmou a nutricionista. Neste caso, as nutricionistas não só acompanham o trabalho de todas as escolas, como também ficam à disposição para tirar dúvidas e orientar o cumprimento dos cardápios estabelecidos pela SEE.

Além disso, o conhecimento adquirido por meio dessa assistência dada pelas nutricionistas tem sido primordial para elaboração e melhoria das novas cartilhas do cardápio escolar das escolas estaduais de Minas Gerais em 2018.

“Conseguimos esquematizar, por exemplo, os alimentos regionais que as escolas têm mais facilidade de adquirir, os ingredientes que eles realmente utilizam e os que têm vontade de utilizar, as preparações que os alunos mais gostam, enfim, todas as informações valiosas para se conseguir elaborar um cardápio nutritivo, de acordo com as normas exigidas por lei e que agradem os alunos e promova a saúde e o bem estar”, finalizou Tatiane.

Os novos cardápios serão lançados em breve e serão divididos em quatro cartilhas: Educação Regular, Educação Indígena e Quilombola, Creches e Educação Integral e Integrada. Assim que forem publicados, a Secretaria de Educação fará ampla divulgação dos novos planos alimentares para a rede estadual de ensino.

Agência Minas

Governador determina ações de governo para o Território Vale do Aço


Durante o 15º Fórum Regional, Pimentel confirmou licitação para as obras na MG-760, entre Vargem Alegre e Revés de Belém. Com a secretária de Educação, Macaé Evaristo, Governador descerra placa de inauguração da E.E. Menino Jesus de Praga, em Caratinga

Fóruns de Caratinga
Pimentel destacou a alegria em poder anunciar, mesmo em momento de dificuldade financeira, ações que ajudam a população. Foto: Manoel Marques/Imprensa MG

O governador Fernando Pimentel anunciou nesta quinta-feira (30/11), durante a realização do Fórum Regional de Governo – Por todo o Estado, com todos os mineiros, em Caratinga, no Território Vale do Aço, ações de seu governo na região, entre elas a implantação do programa Voe Minas, a doação de bens e equipamentos agrícolas da extinta Ruralminas para a população rural da região e a revitalização do mercado municipal de Caratinga, além do início da licitação para a obra no trecho da MG-760, entre Vargem Alegre e Revés de Belém, que já está com o projeto executivo de engenharia concluído.

Ao lado do presidente da Assembleia Legislativa de Minas, Adalclever Lopes, o governador destacou a alegria em poder anunciar, mesmo em momento de dificuldade financeira, ações que ajudam a melhorar a vida da população.

“Nós estamos na vida pública porque temos a esperança de que, com nosso trabalho, podemos melhorar a vida das pessoas que mais precisam. Esse empenho, às vezes, esbarra em dificuldades e, muitas vezes, essas dificuldades se transformam em angústias e frustações. Mas é preciso ter momentos como esse aqui hoje, de alegria, para incentivar a todos nós a continuar trabalhando por aqueles que precisam”, afirmou.

“Falar para vocês das obras, das entregas desse modelo de governo que o Fórum simboliza, é desnecessário. Mas queria acrescentar aqui uma notícia que vai agradar a todos. Vamos abrir a licitação da estrada de Vargem Alegre a Revés de Belém, que é uma reivindicação antiga da região. É essa forma de governar que temos praticado nesses três anos, superando a enorme dificuldade financeira e orçamentaria do Estado. Ontem, estávamos lá em Brasília, eu e alguns secretários, batalhando no Congresso para aprovarem uma Legislação que nos permita fazer uma operação financeira que traga dinheiro para a gente acertar a folha do 13° salário. Minas Gerais vai atravessando esse mar tempestuoso e vai se saindo muito melhor que estados vizinhos”, completou Fernando Pimentel.

IMG-20171130-WA0056 (2)
Ao centro, governador Fernando Pimentel, deputado Celinho do Sinttrocel e a diretora da Superintendência Regional de Ensino de Coronel Fabriciano, professora Edvania de Lana Morais Andrade

Continuar lendo Governador determina ações de governo para o Território Vale do Aço

Prazo para retificação se encerra na próxima semana


Escolas que declararam dados incompletos ou que necessitam corrigir informações repassadas para o Censo Escolar 2017 têm até a próxima quarta-feira, 11, para fazer as alterações no Sistema Educacenso. Todos os anos, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) dá prazo de 30 dias para as escolas fazerem retificação, inclusão ou correção de informações referentes às informações declaradas. Esse prazo não será prorrogado.

O Censo Escolar é o principal instrumento de coleta de informações da educação básica, e é considerado o mais importante levantamento estatístico educacional brasileiro na área. Coordenado pelo Inep, é realizado em regime de colaboração entre as secretarias estaduais e municipais de educação e com a participação de todas as escolas públicas e privadas do país.

O levantamento abrange as diferentes etapas e modalidades da educação básica e profissional: ensino regular, educação especial, educação de jovens e adultos (EJA) e educação profissional. A coleta de dados das escolas tem caráter declaratório e é dividida em duas etapas. A primeira consiste no preenchimento da matrícula inicial, quando ocorre a coleta de informações sobre os estabelecimentos de ensino, turmas, alunos e profissionais escolares em sala de aula. A segunda é o preenchimento de informações sobre a situação do aluno, e considera os dados sobre o movimento e rendimento escolar dos alunos, ao final do ano letivo.

Os dados coletados são fundamentais para a elaboração de diagnósticos sobre a educação brasileira e para a implementação de políticas públicas na área. Além disso, as matrículas e informações escolares declaradas servem de base para o repasse de recursos do governo federal e para o planejamento e divulgação das avaliações realizadas pelo Inep.

Assessoria de Comunicação Social, com informações do Inep

Publicado edital para seleção de municípios que queiram executar o Geração Esporte


Serão selecionados 200 municípios para executarem o programa na gestão 2017/2019. Inscrições começam no dia 18 de setembro

Seesp

A Secretaria de Estado de Esportes (Seesp) e a Secretaria de Estado de Educação (SEE) publicaram, nesta sexta-feira (1/9), o edital 01/2017 para seleção dos municípios interessados em executarem o programa Minas Esportiva Geração Esporte na gestão 2017/2019. Quando forem iniciadas as atividades, a previsão é de que cerca de 20 mil crianças e adolescentes sejam atendidos.

Serão selecionadas pelo edital até 200 cidades, sendo que a distribuição de 180 vagas será de acordo com a territorialidade, e as 20 demais serão direcionadas aos cinco territórios prioritários do Programa Novos Encontros – Estratégia de Enfrentamento à Pobreza no Campo, ação coordenada pela Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese).

O núcleo esportivo deverá atender pelo menos 100 estudantes e o quantitativo estabelecido dever estar em conformidade com a capacidade física do equipamento e a disponibilidade de profissionais da escola para o desenvolvimento das atividades.

O Minas Esportiva Geração Esporte é uma ação Seesp, em parceria com a SEE, que objetiva educar pelo esporte, promovendo a cultura esportiva, a atividade física e o lazer, contribuindo para o desenvolvimento integral do indivíduo.

O público-alvo é formado por crianças e adolescentes de ambos os sexos, comprovadamente matriculados e frequentes em escolas públicas de ensino fundamental, médio ou profissionalizante, preferencialmente pertencentes a famílias de baixa renda ou em situação de vulnerabilidade social.

Suas ações acontecem no contraturno escolar e o educando comparece três vezes por semana, com carga horária de 1h20 por dia.

Como participar

Os municípios interessados em executar o Geração Esporte podem realizar a inscrição do dia 18 de setembro até as 17h do dia 30 de outubro de 2017, acessando o Sistema de Informação Minas Esportiva Geração Esporte, onde deverá ser inserida a documentação solicitada no edital.

Poderão participar os municípios mineiros que, entre outros critérios estabelecidos pelo edital, possuam estrutura física mínima e adequada disponível para a execução das atividades, como quadra de esportes coberta com equipamentos e marcações para o mínimo de três modalidades esportivas coletivas; vestiários, bebedouro, sala para a coordenação com infraestrutura e disponibilidade para receber pais e educandos para reuniões; e que possam confeccionar e manter afixada no local da execução do núcleo a placa de identificação padrão da Seesp. Continuar lendo Publicado edital para seleção de municípios que queiram executar o Geração Esporte

Alunos do 3º ano do Ensino Médio serão avaliados no Saeb 2017


O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) passará a avaliar, em 2017, todas as escolas brasileiras que ofereçam terceiro ano do Ensino Médio e que cumpram determinados critérios. Até a última edição do Saeb, a etapa final do Ensino Médio era avaliada por amostragem, permitindo a produção de resultados agregados por estado, região e Brasil.

Com a mudança, não só as escolas públicas do Ensino Fundamental, mas também as de Ensino Médio, públicas e privadas, terão resultados individuais no Saeb e, consequentemente, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Com a ampliação, é prevista a participação de mais de 7,5 milhões de estudantes no Saeb, a maior edição da história do sistema. Desses, 2,4 milhões são alunos do 3º no do Ensino Médio público e privado. Os demais 5,1 milhões são alunos do 5º e 9º ano do Ensino Fundamental público.

Em 2017, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) aplicará duas das três avaliações do Saeb: a Avaliação Nacional da Educação Básica (Aneb) e a Avaliação Nacional do Rendimento Escolar (Anresc). Mais conhecida como Prova Brasil, é essa última que fornece parte dos dados para cálculo do Ideb, que considera ainda dados do Censo Escolar. As avaliações serão aplicadas no segundo semestre.

Assessoria de Comunicação Social do INEP

Inscrições para o prêmio Professores do Brasil encerram nesta sexta-feira (25/8)


Podem de candidatar, professores da Educação Básica das redes públicas de ensino ou de instituições comunitárias, filantrópicas e confessionais, conveniadas aos sistemas públicos

a661efbe87a3238bb281a4448fd93046-professores do Brasil

Os educadores interessados em concorrer ao prêmio Professores do Brasil 2017 têm até esta sexta-feira (25/8) para se inscreverem. A premiação busca reconhecer, divulgar e premiar o trabalho de docentes de instituições públicas que contribuem para a melhoria dos processos de ensino e aprendizagem desenvolvidos nas salas de aula. Poderão candidatar-se ao Prêmio, professores da Educação Básica no exercício da atividade docente em estabelecimentos de ensino das redes públicas federal, estaduais e municipais e, ainda, de instituições educacionais comunitárias, filantrópicas e confessionais, conveniadas aos sistemas públicos de ensino. A inscrição deve ser feita pela internet, no site do PrêmioContinuar lendo Inscrições para o prêmio Professores do Brasil encerram nesta sexta-feira (25/8)

Prêmio Respostas para o Amanhã tem inscrições prorrogadas até o dia 31 de agosto


Programa incentiva estudantes do ensino médio de escolas públicas a aplicarem conceitos de Ciências da Natureza e Matemática em propostas de melhoria das comunidades onde vivem

98835cb1799cf6da3c6e21c679bc4eea-inscries prorrogadas box

Foi prorrogado o prazo das inscrições para a quarta edição do Prêmio Respostas para o Amanhã. Alunos do ensino médio de escolas públicas de todo o Brasil têm agora até o dia 31 de agosto para inscrever seus projetos para melhoria das comunidades em que estão inseridos. A proposta do concurso é incentivar professores e estudantes a aplicar na prática conceitos de Ciências da Natureza e Matemática, por meio do desenvolvimento de projetos que realmente possam ajudar as regiões em que vivem, buscando identificar, estimular e difundir práticas educativas com impactos positivos no dia a dia.

De acordo com o regulamento, para inscrever os projetos, os professores na condição de orientadores, coordenadores e representantes de turma devem acessar o portal do prêmio e informar os seus dados cadastrais, da escola e da turma participante. Em seguida, ler e aceitar o regulamento e clicar no botão “CONFIRMAR INSCRIÇÃO” para que o sistema gere um código, que será enviado por e-mail e servirá de comprovante de inscrição. Podem concorrer professores de Biologia, Física, Química e Matemática ou outras disciplinas relacionadas às áreas das Ciências da Natureza e da Matemática e suas Tecnologias, que lecionem no Ensino Médio, em escolas públicas das redes municipais, estaduais e federal. Os projetos inscritos poderão ser detalhados e enviados até dia 13 de setembro.

A comissão julgadora, constituída por especialistas em educação, selecionará os melhores trabalhos apresentados. Todos os classificados receberão um certificado de participação no prêmio. Os 25 projetos de destaque serão contemplados com um notebook para a escola e um selo de vencedor regional da edição do prêmio. Para os cinco vencedores eleitos pelo público, um de cada região, será entregue um troféu “Projeto Vencedor pelo Júri Popular”. Já os cinco vencedores nacionais, selecionados pela banca julgadora, receberão dois notebooks Samsung – um para o professor e outro para o diretor – e tablets da marca para cada aluno da sala, além de troféu de Vencedor Nacional e medalha.

A premiação é promovida pela Samsung, conta com a coordenação geral do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) e o apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da Rede Latino-americana de Organizações Sociais para a Educação (Reduca).

Na edição de 2016, mais de 2.100 inscrições foram realizadas, envolvendo cerca de 37 mil alunos, sob a orientação de aproximadamente 1.700 professores de todo o Brasil. Mais informações sobre o prêmio podem ser obtidas no site oficial www.respostasparaoamanha.com.br.

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br

Servidores públicos federais e professores estaduais e municipais podem se inscrever para a Rede Nacional de Certificadores do Enem até 7 de agosto


Servidores públicos do Poder Executivo Federal e professores da rede pública estadual e municipal poderão atuar no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 por meio da Rede Nacional de Certificadores (RNC). O período de inscrições vai 17 de julho a 7 de agosto, às 23h59. As inscrições podem ser feitas no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) ou no aplicativo da RNC, disponível para download nas lojas Google Play, para Android, e App Store, para IOS. Antes de realizar a inscrição é preciso fazer um cadastro prévio.

Podem se inscrever servidores públicos do Poder Executivo Federal desde que não estejam em gozo de licenças, afastamentos legais ou inativos; e os docentes das redes públicas estaduais e municipais, efetivos e devidamente registrados no Censo Escolar. A formação mínima exigida é o Ensino Médio. Os servidores também não podem estar, ou ter parentes de até 3ª grau, inscritos no Enem 2017. Continuar lendo Servidores públicos federais e professores estaduais e municipais podem se inscrever para a Rede Nacional de Certificadores do Enem até 7 de agosto

Parcerias revitalizam escola de Ipatinga


Polícia Militar de Minas Gerais é a principal parceira da Escola Estadual Manoela Soares Bicalho

download

Assista à reportagem: 

http://g1.globo.com/mg/vales-mg/videos/t/todos-os-videos/v/parcerias-revitaliza-e-evita-o-fechamento-de-escola-em-vale-do-sol-em-ipatinga/6015806/

Veja as fotos:

EE Manoela Soares Bicalho 

EndereçoRua Ganso, 80 – Vale do Sol
                      Ipatinga – MG      35162-500

Feneis abre inscrições para curso de Libras


Inscrições podem ser feitas até o dia 24

A Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (Feneis) oferece vagas para o curso de Libras (Língua Brasileira de Sinais), no nível básico e intermediário. Com carga horária total de 180 horas, o curso de nível básico é oferecido em três módulos de 60 horas/aula cada. Já o de nível intermediário tem carga horária total de 120 horas e é divido em dois módulos de 60 horas/aula. As inscrições podem ser feitas até o dia 24 de julho e os interessados devem preencher a ficha de pré-inscrição no link.

cea838a41d760868a8080e4fb0caab4e-curso-feneis

A capacitação tem por objetivo proporcionar ao aluno conhecimentos básicos da Língua Brasileira de Sinais. O curso de nível básico tem como público alvo surdos, pais e amigos de surdos, profissionais diversos e professores. Já o curso de nível intermediário tem o objetivo de proporcionar ao aluno conhecimento mais amplo de Libras, expandindo suas habilidades na comunicação. As aulas têm início em agosto e serão ofertadas em Belo Horizonte e Região Metropolitana. Mais informações podem ser obtidas no site da Feneis. http://www.feneis.org.br

A Feneis é uma entidade filantrópica, sem fins lucrativos, que tem por finalidade a defesa de políticas linguísticas, educação, cultura, saúde e assistência social, em favor da comunidade surda brasileira, bem como a defesa de seus direitos.

Desenvolve ações de educação informal e permanente, com intuito de valorizar o ser humano e estimular a autonomia pessoal, a interação e o contato com expressões e modos diversos de pensar, agir e sentir. Oferece, também, atividades de ação social, programas de saúde e de educação, programas especiais para crianças e terceira idade, dentre outros.

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br

MEC poderá pedir empréstimo ao Bird para reforma do ensino médio


Sabrina Craide – Repórter da Agência Brasil

O Ministério da Educação (MEC) poderá pedir um empréstimo de US$ 250 milhões ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) para implementação da reforma do ensino médio nos estados. O empréstimo foi autorizado pelo Ministério do Planejamento.

Entre as principais ações previstas estão a formação de técnicos educacionais para adaptação dos currículos e elaboração dos itinerários formativos e o repasse de recursos para reprodução de material de apoio e para incentivar a implementação dos novos currículos. Também está previsto o apoio às secretarias para a transferência de recursos às escolas para implementação do tempo integral.

Além disso, os recursos servirão para capacitação de gestores e técnicos para o planejamento das mudanças. A assistência técnica apoiada pelo banco deverá oferecer serviços de consultoria especializados, de alto nível, para apoiar o MEC e as secretarias estaduais.

O projeto de reforma no ensino médio foi apresentado em março deste ano pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, a representantes do Banco Mundial, em Washington. O valor total estimado pelo MEC para as ações a serem realizadas é de US$ 1,577 bilhão.

novo ensino médio é uma mudança do sistema atual de ensino. Com a flexibilização da grade curricular, o novo modelo permitirá que o estudante escolha uma área de conhecimento para aprofundar seus estudos.

Edição: Nádia Franco
Fonte: Agência Brasil

Emenda que implementa o Adveb para os servidores da Educação de Minas é promulgada na ALMG


Benefício concedido ao servidor a cada cinco anos de efetivo exercício é um dos itens do acordo assinado entre Governo do Estado e representantes dos trabalhadores

O Governo de Minas Gerais avança na valorização dos profissionais da Educação. Foi promulgada, na manhã desta terça-feira (11/07), a Emenda à Constituição 95, de 2017, que implementa e regulamenta o Adicional de Desenvolvimento da Educação Básica (Adveb). O beneficio deverá ser atribuído mensalmente e corresponde a 5% do vencimento do servidor, a cada cinco anos de efetivo exercício, contados a partir de 1º de janeiro de 2012. Inicialmente, cerca de 41 mil profissionais da Educação já terão direito ao benefício. A promulgação foi assinada pelo presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Adalclever Lopes; pelo 3° vice-presidente, deputado Inácio Franco; e pelo 1° secretário, deputado Rogério Correia, em um ato público no Salão Nobre.

Durante a solenidade, a secretária de Estado de Educação, Macaé Evaristo, ressaltou que o benefício abre um novo momento da educação no estado e empenho do Governo de Minas Gerais em avançar no reconhecimento e na valorização dos trabalhadores da Educação. “Temos um desafio muito grande a cumprir com os educadores de Minas Gerais e vejo o Adveb como um importante avanço dentro da valorização dos profissionais da Educação, assim como a agenda que nos comprometemos. O tempo de serviço e os anos de dedicação dos professores precisam ser considerados para efeito da sua remuneração”, declara.

promolugacao-macae-capa
Macaé Evaristo ressaltou que o Adveb abre um novo momento da educação no estado. Foto: Guilherme Dardanhan /ALMG.

Continuar lendo Emenda que implementa o Adveb para os servidores da Educação de Minas é promulgada na ALMG