Arquivo da tag: Ensino Fundamental

Educadores do Vale do Aço participam de encontro para discutir o Currículo Referência Minas Gerais


Ação é promovida pela “Agenda de Convergência do Vale do Aço – Eixo Educação”, que conta com a participação SER de Coronel Fabriciano

Professores, gestores e especialistas dos 11 municípios que compõem a Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Coronel Fabriciano participaram, nesta quarta-feira (10/7), de encontro promovido pela “Agenda de Convergência do Vale do Aço – Eixo Educação”.

Com o tema “Currículo Na Prática”, o encontro é uma das iniciativas para formação de professores para implementação do Currículo Referência de Minas Gerais. Ele reúne a SRE, a Secretaria de Governança Educacional de Coronel Fabriciano, Secretaria Municipal de Educação de Ipatinga, Secretaria Municipal de Educação de Timóteo e a Faculdade Unileste.

“Estamos trabalhando para instrumentalizar nossos educadores para a implementação do currículo. É uma ação articulada entre as diferentes redes e que está em consonância com o que é proposto pela Secretaria de Estado de Educação”, destaca a Superintendente Regional de Ensino, Edvânia de Lana Morais de Andrade. A reunião aconteceu em Timóteo, no Vale do Aço.

coronelfabriciano
Foto: Divulgação SRE Coronel Fabriciano

Vice-diretora da Escola Estadual Dom Helvécio, no município de Itatinga, Rachel da Silva Ramalho, foi uma das participantes do encontro e conta como sua escola está se apropriando do Currículo Referência Minas Gerais. “Estamos estudando o conteúdo a fundo. O Currículo trouxe a inovação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), mas muitas coisas já existiam e outras foram aprimoradas. O nosso objetivo é compreendê-lo e torná-lo ativo na nossa escola”, conta. A unidade atende 780 alunos dos anos iniciais e finais do ensino fundamental.

Currículo
Currículo Referência de Minas Gerais é resultado de um ano de intenso trabalho em regime de colaboração entre a SEE e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, Seccional Minas Gerais (Undime-MG). Ele foi homologado no final do ano passado.

O documento foi elaborado a partir da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e é o resultado da revisão dos currículos de todas as redes educacionais mineiras. O ano de 2019 será de transição e dedicado à formação dos profissionais da educação e estudo do Currículo Referência. Já em 2020 ele estará efetivamente nas escolas.

Fonte: http://www.educacao.mg.gov.br

 

I Ciclo de Webconferências sobre Currículo Referência de Minas Gerais


Após a homologação em dezembro de 2018 do Currículo Referência de Minas Gerais, elaborado em regime de colaboração entre a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) e a Seccional de Minas Gerais da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME/MG), inicia-se um importante momento para a educação mineira: a formação continuada sobre o novo documento.

Em 2019, a SEE/MG e a UNDIME/MG estão trabalhando na elaboração de uma política de formação continuada para os Profissionais da Educação de Minas Gerais, através da elaboração de Trilhas Formativas. Isto significa trazer formações que eram realizadas de forma dispersa para uma dinâmica perene, tornando-as parte da rotina das escolas, valorizando e atualizando os profissionais de forma constante.

Dando início ao ao processo formativo, acontecerá neste mês de maio o I Ciclo de Webconferências sobre o Currículo Referência de Minas Gerais, cujo objetivo é introduzir o documento aos profissionais da educação, entender as principais demandas das redes e oferecer um panorama de como se dará a frente de formação continuada ao longo do ano.

O primeiro passo será a formação específica sobre a etapa Educação Infantil e os componentes curriculares do Ensino Fundamental.

Serão apresentadas, neste primeiro momento, a estruturação, as especificidades e as diretrizes de cada um, com espaço para sanar as principais dúvidas existentes.

Confira o cronograma para o mês de maio:

  • 14/05 às 16h – A Língua Inglesa no Currículo Referência de Minas Gerais

Link: www.bit.ly/weblinguainglesa1

  • 15/05 às 16h – A Educação Física no Currículo Referência de Minas Gerais

Link: www.bit.ly/webeducacaofisica1

  • 16/05 às 16h – A Língua Portuguesa no Currículo Referência de Minas Gerais

Link: www.bit.ly/weblinguaportuguesa1

  • 21/05 às 16h – A Educação Infantil no Currículo Referência de Minas Gerais

Link: www.bit.ly/webeducacaoinfantil1

  • 22/05 às 16h – A Geografia no Currículo Referência de Minas Gerais

Link: www.bit.ly/webgeografia1

  • 23/05 às 16h – A Arte no Currículo Referência de Minas Gerais

Link: www.bit.ly/webarte1

  • 24/05 às 16h – A Matemática no Currículo Referência de Minas Gerais

Link: www.bit.ly/webmatematica1

  • 28/05 às 16h – O Ensino Religioso no Currículo Referência de Minas Gerais

Link: www.bit.ly/webensinoreligioso1

  • 29/05 às 16h – A Ciências no Currículo Referência de Minas Gerais

Link: www.bit.ly/webciencias1

  • 30/05 às 16h – A História no Currículo Referência de Minas Gerais

Link: www.bit.ly/webhistoria1

As webconferências ficarão gravadas e poderão ser assistidas novamente através do site*:  https://sites.google.com/view/curriculodeminasgerais

*Não é possível acessar o site enquanto logado em um e-mail @educação; basta deslogar ou abri-lo em guia anônima.

Secretaria de Educação apresenta planejamento de 2019 para implementação do Currículo Referência de Minas Gerais


VideoConferncia

A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE) realizou, nesta terça-feira (19/02), uma videoconferência com representantes das Superintendências Regionais de Ensino da rede estadual de ensino e também das redes de educação de centenas de municípios mineiros para apresentar o planejamento da implementação do Currículo Referência de Minas Gerais a partir de 2020 nas escolas públicas de Minas Gerais. A apresentação online em tempo real durou cerca de uma hora e contou com a participação de cerca de 500 profissionais da educação.

A subsecretária de Desenvolvimento de Educação Básica, Geniana Guimarães Faria, participou da transmissão e reforçou a importância do envolvimento de todos em mais uma etapa necessária para a consolidação do Currículo Referência de Minas Gerais. “Este é um momento muito importante para todos nós. Temos o grande desafio de iniciar o processo de implementação do Currículo, então peço que tenhamos o mesmo esforço que foi feito na sua elaboração, que resultou em um documento tão representativo para a educação em toda Minas Gerais. Este é o momento de conhecer o planejamento para 2019 e as quatro frentes de atuação que vão orientar esse processo. Um ótima oportunidade, das muitas que virão, de interação, troca de ideias, respostas a questionamentos, ou seja, de muito diálogo”, explicou Geniana.

Continuar lendo Secretaria de Educação apresenta planejamento de 2019 para implementação do Currículo Referência de Minas Gerais

Secretaria de Educação e Undime entregam Currículo Referência de Minas Gerais


Educadores celebram finalização do documento; próximas etapas envolvem normatização e formação de profissionais da Educação

Currculo 01
Currículo Referência de Minas Gerais é entregue pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais e Undime-MG ao Conselho Estadual de Educação de Minas Gerais. Foto: Franciele Xavier (SEE/MG)

A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE) realizou no dia 11/12, no Hotel Dayrell, em Belo Horizonte, o Encontro Estadual do Currículo Referência de Minas Gerais para apresentar o documento final discutido ao longo de 2018 e entregá-lo ao Conselho Estadual de Educação, bem como à União dos Conselhos Estaduais de Educação.

O ato de entrega representa um marco histórico para a Educação em Minas Gerais, pois significa a finalização de um documento pensado, elaborado e redigido por milhares de pessoas, no primeiro regime de colaboração entre a SEE e a União dos Dirigentes Municipais de Educação em Minas Gerais (Undime-MG) e que contou, também, com a participação de dezenas de outras entidades. Cerca de 350 pessoas que estiveram envolvidas no processo de discussão do documento estavam presentes na cerimônia. Continuar lendo Secretaria de Educação e Undime entregam Currículo Referência de Minas Gerais

Com base em parecer técnico, MEC recolhe das escolas o livro ‘Enquanto o sono não vem’


Com base em parecer técnico da Secretaria de Educação Básica (SEB), o ministro da Educação, Mendonça Filho, decidiu recolher os 93 mil exemplares do livro Enquanto o sono não vem distribuídos pelo Programa de Alfabetização na Idade Certa (Pnaic) para alunos de primeiro, segundo e terceiro anos do ensino fundamental das escolas públicas. A decisão do ministro é respaldada em parecer técnico da Secretaria de Educação Básica (SEB), que considera a obra não adequada para as crianças de sete a oito anos do ensino fundamental, pela abordagem do tema incesto. O conto “A triste história de Eredegalda” trata do desejo de um rei em casar com a mais bonita de suas três filhas. Diante da negativa, a menina é castigada e termina morrendo de sede. Selecionada no processo PNLD/Pnaic em 2014, na gestão Dilma Rousseff, o livro foi avaliado e aprovado pelo Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, instituição de notório saber e referência nas áreas de alfabetização e literatura no país.

A partir dos questionamentos feitos por professores e pais de alunos em todo o país acerca do conto “A triste história de Eredegalda”, o ministro Mendonça Filho solicitou pareceres técnicos da SEB e da Consultoria Jurídica do MEC. O livro compõe o PNLD/PNAIC, que seleciona obras literárias para contribuir com os processos de alfabetização e letramento de alunos do ensino fundamental das escolas públicas na faixa etária entre seis e oito anos. O PNLD/Pnaic selecionou, em novembro em 2014, no Governo Dilma, seis acervos de obras literárias com 210 títulos. Os livros  foram avaliados por uma equipe composta por doutores e mestres especialistas do Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita (Ceale) da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais ‐ UFMG. 

Inadequação – Após análise, a Secretaria de Educação Básica do MEC concluiu pela inadequação da obra à faixa etária a que se destinou o livro, recomendando o recolhimento e a redistribuição para bibliotecas. “As crianças no ciclo de alfabetização, por serem leitores em formação e com vivências limitadas, ainda não adquiriram autonomia, maturidade e senso crítico para problematizar determinados temas com alta densidade, como é o caso da história em questão”, afirma o parecer, destacando que o texto deve não somente ser adequado às competências linguísticas e textuais do estudante, mas também à sua experiência de vida e aos sentidos que a obra vai produzir no leitor.

Redistribuição  –  A partir do redesenho do programa Pnaic em Ação 2016, o MEC adquiriu 19 milhões de livros desses seis acervos, com base nos pareceres do Ceale, para atender escolas de ensino fundamental em todo o país, garantindo maior consistência pedagógica ao programa. Do total de 19 milhões de obras, 93 mil unidades foram do livro Enquanto o sono não vem, de José Mauro Brant, que já havia sido adquirido em 2005, no governo Lula. Com o recolhimento da obra das escolas de ensino fundamental, o MEC vai redistribuí-la para uso em bibliotecas públicas em todo o Brasil. A atual gestão do MEC está revendo todo o processo de seleção dos livros didáticos e paradidáticos, visando à melhoria da qualidade da educação brasileira.

Assessoria de Comunicação Social do MEC